21/07/2014

Nutrólogo afirma que refrigerante pode fazer parte de uma vida saudável

Eu acredito que o segredo da felicidade está no Caminho do Meio.

Este conceito do budismo (religião dos meus avós, que não sigo diretamente, mas respeito), da busca de uma vida vivida num caminho que não passa pela luxúria e pelos prazeres sensuais, mas que também não passa pelas práticas de mortificação do corpo, me parece o mais acertado em tudo.

Na alimentação, eu, que já fui vegetariana radical e paguei caro com minha saúde por este extremismo, sigo o mesmo preceito há 20 anos. Me alimento bem, procuro comer com muita frequência comida caseira saudável e não me privo de indulgências, como tomar vinho e refrigerante, por exemplo, em momentos de celebração da vida.

Claro que, como mãe, obedeço o bom senso e sigo as orientações de especialistas. Assim como meus filhos adolescentes não podem beber álcool, minha bebê nunca tomou refrigerante ou bebidas artificiais - não só refrigerantes, mas também sucos em pó, por exemplo.

E por falar em refrigerante, foi por conta dele que eu resolvi escrever este desabafo pessoal. Li uma notícia na qual o presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), Durval Ribas Filho, afirma categórico que o refrigerante pode fazer parte de um estilo de vida saudável.

O médico nutrólogo afirma que o problema está no excesso de consumo, e não no produto em si. "

Caminho do Meio, entendem?
;)

Veja os mitos sobre refrigerante que o médico desmistifica:



  • O que é o refrigerante? É água com corante e açúcar. Portanto, se a pessoa, ao invés de ingerir água, beber o refrigerante, estará consumindo água com açúcar, um componente energético à base de carboidratos. O grande problema está no consumo exagerado.
  • Até hoje, absolutamente nenhum trabalho conseguiu mostrar ou provar que, na quantidade em que se deve ser consumido o refrigerante, o corante e o aromatizante seriam suficientes para favorecer o desenvolvimento de doenças.
  • A principal diferença entre as gerações atuais e a passada é a forma como o refrigerante é usado. Antes, o refrigerante era consumido, na maioria das vezes, no final de semana. Não havia o excesso. 
  • E o refrigerante também pode ajudar na hidratação, uma vez que a água compõe entre 87% e 99% da bebida e o sabor incentiva as pessoas a consumirem mais líquido.
  • O açúcar presente no refrigerante costuma ser apontado como o argumento mais forte para se evitar a bebida. Um copo de 200ml contém aproximadamente 20g de açúcar, o que corresponde a duas colheres de sopa. Vale lembrar que todo alimento que contém açúcar deve ser consumido de acordo com o estilo de vida da pessoa. 

O nutrólogo afirma que o consumo consciente do açúcar implica em estabelecer uma boa relação entre a quantidade ingerida e o gasto calórico de cada um, ou seja, o consumo deve ser individualizado.



Segundo ele, é preciso levar em consideração a presença do refrigerante na cultura da sociedade moderna e, ao invés de atacá-lo, descobrir formas de conviver saudavelmente com a bebida. O refrigerante já faz parte da nossa história há quatro gerações. Em vez de combatê-lo, é necessário investir na educação alimentar. 

E eu incluo que precisamos investir no incentivo à prática esportiva, afinal, de que adianta reduzir calorias e não sair para fazer atividades físicas ao ar livre, não tomar sol, não conviver com pessoas, não dormir direito?



A vida saudável é feita de equilíbrio, não de radicalismo. É um caminho do meio. 

:)

P.S. Claro que eu fui saber mais do médico: graduado pela Faculdade de Medicina de Catanduva (1980), mestrado em Medicina Interna pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (1997) e possui doutorado em Medicina Interna pela Fundação Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto também em 1997. Atualmente é o Presidente eleito da Associação Brasileira de Nutrologia, coordenador médico do Departamento de Nutrição e Dietética do Hospital São Domingos e professor de Saúde do Instituto Municipal de Ensino Superior.

16/07/2014

Tempo de festivais gastronômicos fluminenses em Búzios, Nova Friburgo, Petrópolis e no Vale do Café

Super dica do Globo: com o final da Copa do Mundo, vários festivais tradicionais mudaram de data e acontecem entre o fim deste mês e início de agosto.

\o/



O 13º Festival Gastronômico de Búzios (festbuzios.com.br) começa nesta sexta, 18 de julho, e vai até o próximo dia 26 com um recorde de adesão de 60 restaurantes. A organização espera receber 30 mil pessoas nos locais onde serão servidas receitas especiais, preparadas pelos restaurantes locais, entre eles o Pátio Havana e o Salt, a preços promocionais — R$ 10 por entrada e sobremesa; R$ 15 pelo prato principal. As mesas do festival vão ser espalhadas em quatro pontos da cidade, entre eles a Rua das Pedras e a Orla Bardot.



A 12ª edição do Festival de Inverno de Nova Friburgo tem com programação voltada à música clássica, com eventos até 27 de julho. Neste ano, o evento celebra os 150 anos do compositor alemão Richard Strauss com apresentação da soprano Angelica de la Riva e da pianista Kátia Balloussier no sábado. Uma grande expectativa cerca a banda sueca New Tide Orquesta que trocou recentemente a palavra “tango” por “tide” (maré) no nome, mostrando a mudança de tons. Há apresentações todos os dias, gratuitas, no Novo Country Club.



O 14º Festival de Inverno de Petrópolis (fipet.net.br) usa como palcos, do dia 18 a 27 de julho, os cartões-postais da cidade: Catedral São Pedro de Alcântara, Museu Imperial, Palácio de Cristal, entre outros. Além dos shows de jazz e concertos de música clássica, o festival passará os filmes mudos de Charles Chaplin, “Em busca do ouro” (1925) e “O circo” (1928), acompanhados do piano ao vivo de Paulo José Campos de Melo no Cine Teatro, às 15h, nos dias 23 e 24, respectivamente.



A 12º edição do Festival do Vale do Café (festivalvaledocafe.com) começou na semana passada e movimenta, até 27 de julho, 14 cidades do Sul Fluminense. Neste ano, o evento homenageia o músico Dorival Caymmi com apresentação, no dia 25, do violonista Turibio Santos na Fazenda do Paraizo. Na Fazenda São João da Prosperidade, dia 27, Rosenete Eberhardt e Marcus Llerena tocam “De Mozart a Dorival Caymmi".

15/07/2014

OMS recomenda a ingestão mínima de três porções de hortaliças por dia


Sempre ouvi falar:

Quem quer saúde vai à feira!

E como mãe, procuro reforçar para meus três filhos a importância de consumir hortaliças diariamente. 

Ricas em vitaminas, fibras e sais minerais, as hortaliças são fundamentais para a manutenção da saúde. Tanto que a Organização Mundial da Saúde recomenda a ingestão mínima de três porções de hortaliças por dia.

Além de ricas em vitaminas, minerais e fibras, as hortaliças também possuem compostos bioativos que protegem contra doenças crônico-degenerativas como diabetes, vários tipos de câncer e doenças cardio-vasculares. 

E na cozinha aqui de casa, segunda-feira à noite é hora de deixar vegetais e frutas limpinhos e pronto para usar durante a semana. É assim que conseguimos manter a alimentação saudável e caseira dos ‪#‎2nerdsnacozinha‬ e de ‪#‎manu1ano‬ mesmo trabalhando fora.

Hortaliça combina com todas as refeições, sabia? 

Além das tradicionais receitas de sopas e saladas, essa seção ensina como aproveitar a diversidade de cores e sabores que as hortaliças oferecem do café da manhã até o jantar. Há inúmeras possibilidades de preparar a mesma hortaliça, basta variar de acordo com o gosto da família e o hábito de alimentação.

Mas, como são produtos muito perecíveis, é preciso saber como armazenar as hortaliças para reduzir as perdas em casa e evitar desperdícios. Guardar do jeito certo é essencial para a preservação da qualidade sensorial e nutricional das hortaliças.

Aqui a gente lava, deixa escorrer bem (no escorredor, não achei ainda uma centrífuga do tamanho da nossa família) e depois guardamos em recipientes plásticos na geladeira. Isso garante que, mesmo com pouco tempo, nunca deixemos de fazer uma salada ou um refogadinho!

Como você faz por aí? Tem algum truque? Conte pra nós!

Salve ai:
A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) incentiva o consumo de hortaliças para garantir que a alimentação do brasileiro seja mais saudável. O site Hortaliças na Web traz receitas e também dicas de como comprar, conservar e consumir hortaliças. 

07/07/2014

Lages (a cidade natal do @gnsbrasil) lança concurso para revitalização do Mercado Público





Esta é para lageano nenhum reclamar!

Parte da história da serra catarinense será restaurada e devolvida à população por meio de um concurso nacional: uma competição que vai selecionar o melhor projeto para a adequação e requalificação do Mercado Público de Lages.

Uma parte da história da serra catarinense será restaurada e devolvida à população por meio de um concurso nacional. O Instituto de Arquitetos do Brasil – Santa Catarina (IAB/SC) foi contratado pela administração municipal de Lages para organizar competição que vai selecionar o melhor projeto para a adequação e requalificação do Mercado Público da cidade. 

O prédio, muito antigo (como mostra a foto), conta a história da cidade, mas está muito abandonado!



A competição vai escolher o projeto que apresentar melhor qualidade, atendendo às necessidades da comunidade e também preservando as características deste prédio da década de 1940, construído em estilo art déco. “Esta modalidade rende ótimos resultados e é uma forma democrática de valorizar nossos profissionais”, afirma Vania Burigo, presidente do IAB/SC no Estado. Para Jorge Raineski, secretário de Planejamento do município, “grandes projetos e obras no país e no exterior passaram por concurso para sua execução. A ideia é escolher o melhor”, explica.

As inscrições podem ser feitas no site do Instituto até dia 28 de julho e a entrega dos trabalhos deve ser realizada até 15 de setembro. Os concorrentes devem apresentar seus estudos preliminares de arquitetura constando imagens e projeções que serão avaliadas por duas bancas de jurados. “Temos uma oportunidade única para devolver à cidade este patrimônio histórico e cultural. O objetivo é que o Mercado volte a ser parte integrante de Lages, refletindo sua cultura, gastronomia e ajudando a mover a economia local”, diz Vania Burigo.

Quem sabe se fica como o Mercado Público de Florianópolis?


Ou o de Itajaí?



A primeira banca do júri será constituída por cinco profissionais de arquitetura que selecionarão os três melhores projetos. Depois disso, os finalistas passarão pelo crivo de segunda banca representativa, formada por diversos segmentos da sociedade civil (entidades, associações e universidades de Lages). “Nossa meta é fazer com que os desejos da sociedade sejam atendidos. Estamos buscando a participação efetiva da população na escolha do projeto e acredito que iniciaremos uma nova história do Mercado Público”, diz Malek Ráu Dabbous, arquiteto e presidente do núcleo do IAB em Lages.

Interessou? As inscrições podem ser feitas de 28 de julho e a entrega dos trabalhos até 15 de setembro.

04/07/2014

Sentir o aroma da vida é essencial para aqueles que amam compartilhar suas receitas :)

CHEFS ESPECIAIS e Guga Rocha na Av. Paulista fazendo mais alegre o final de tarde das pessoas.
Chefs Especiais e Guga Rocha na Av. Paulista fazendo mais alegre o final de tarde das pessoas.
Em um dia comum e de muita correria na Avenida Paulista, um dos pontos mais movimentados da cidade de São Paulo, os Chefs Especiais mostraram para milhares de pessoas que um gesto especial pode deixar um momento muito saboroso e cheio de sorrisos. Confira o vídeo.



Criado pelo casal Simone e Márcio Berti, em 2006, o projeto Chefs Especiais já ajudou a inserir na sociedade mais de 200 jovens com síndrome de Down pelo ensino da gastronomia.

Siga suas atividades na fanpage facebook.com/ChefsEspeciais

A JBS, detentora de marcas como Friboi, Seara e Swift, é a principal apoiadora da iniciativa, que visa transformar cada vez mais pessoas por meio do prazer de cozinhar.

Temos um carinho enorme pelo projeto, cozinhamos com eles em dezembro. Relembre no post do Enzo!

03/07/2014

iBGStar e o controle da glicemia


É consenso que realizarmos exames de sangue periódicos, de acordo com a orientação do nosso médico é fundamental para acompanharmos os níveis de colesterol, acido úrico e glicemia do nosso organismo, mas nem sempre conseguimos fazê-lo como deveríamos e acabamos negligenciando com nossa saúde. Esse tipo de conduta, infelizmente muito comum entre nós, me faz lembrar daquele slogan de uma marca de margarina que dizia mais ou menos assim: " - E se você pudesse ver seu coração, não cuidaria melhor dele?", pois acredito que sim



Recentemente participamos do evento de lançamento de um monitor de glicemia que foi desenvolvido pela área de diabetes da Sanofi Aventis.






O IBG Star que pode ser acoplado ao iPhone e ao iPod Touch (funciona no iPad também, mas o fabricante não orienta sua utilização).

Esse equipamento foi obviamente desenvolvido para os diabéticos que precisam acompanhar "par e passo" seus níveis glicêmicos e ainda podem registar a contagem de carboidratos e quantidade de insulina injetada na corrente sanguinea, que é compilado no aplicativos que também partilha informações com o médico, ajudando na interpretação de tendências e melhorando muito a qualidade de vida dos pacientes.

Outra facilidade do equipamento é que não há necessidade de conecta-los ao gadget para colher o sangue, uma vez que ele faz a análise e o registro dos dados em memória que sincroniza quando acoplado.



Veja como funciona o IBG Star neste vídeo publicado no Blog do Iphone (a Sam é a "modelo de mão" do vídeo).

Se toda essa facilidade estará disponível aos diabéticos, podemos abstrair e pensar que um aparelho desse que custa por volta de R$ 250,00 pode ajudar aqueles que não tem diabetes ou que tem casos na  família, a monitorar com maior regularidade os níveis de glicose e ter uma atitude pró-ativa com sua saúde. E olha que as aparências enganam porque aqui em casa os meus níveis sempre estão melhores que os da Sam.

02/07/2014

A comida da sua mesa pode ter trabalho escravo!


O Ministério do Trabalho e Emprego atualizou o cadastro de empregadores flagrados explorando mão de obra análoga à escrava no país, conhecido como"lista suja", incluindo 91 nomes de empregadores, enquanto outros 48 foram excluídos do cadastro. Com a atualização, o documento passa a conter 609 infratores, entre pessoas físicas e jurídicas com atuação no meio rural e urbano.


A pecuária constitui a atividade econômica desenvolvida pela maioria dos empregadores (40%), seguida da produção florestal (25%), agricultura (16%) e indústria da construção (7%).

Os procedimentos de inclusão e exclusão de empregadores no cadastro são determinados pela Portaria Interministerial número 2, de 2011, que estabelece a divulgação do nome do infrator após decisão administrativa final relativa à infração. Ela é feita depois da ação fiscal, quando há identificação de trabalhadores submetidos a trabalho escravo.


O estado do Pará apresenta o maior número de empregadores inscritos na lista, totalizando cerca de 27%, seguido por Minas Gerais com 11%, Mato Grosso com 9% e Goiás com 8%.
As exclusões de nomes, por sua vez, acontecem após monitoramento, direto ou indireto, pelo período de dois anos da data da inclusão dos empregadores no cadastro. Se eles não voltaram a praticar a infração e efetuaram os pagamentos de multas devidas, podem sair da "lista suja".

O Ministério do Trabalho informou ainda que não emite qualquer tipo de certidão relativa ao cadastro.

A lista passa por atualizações maiores a cada seis meses e sua versão atualizada está disponível no site do Ministério do Trabalho.

P.S. Veja também o especial que mostra que a cada dia, 5 pessoas são libertadas do trabalho escravo no Brasil.

28/06/2014

Festa do Milho Verde no Parque da Água Branca


Hoje (28) e amanhã (29), acontece a segunda edição da Festa do Milho Verde. Das 10h às 20h, nos pavilhões 5, 6 e 7, várias receitas feitas somente com o milho verde poderão ser degustadas como pamonhas, doces, curau, suco de milho, cuscuz entre outras receitas. Além disto, há atrações musicais e um mini shopping com variedades à venda.

Espaço de Leitura

No domingo, 29, das 12h30 às 14h30, acontecerá a atração Tecedores de Caminhos, que propõe montar um tabuleiro, em todo o Espaço de Leitura e no contorno. Com regras, peça, e desafios sugeridos pela atração, os participantes serão jogadores que tomaram decisões e trocaram impressões e experiências nesses desafios. Os jogadores deixam lá, para os próximos participantes, os rastros que formam uma teia com os caminhos feitos.

No mesmo horário, dois atores fazem o papel de “sábios da montanha”, e eles têm a tarefa de responder a qualquer pergunta sobre o Espaço de Leitura. Com muito humor, eles respondem de forma divertida as questões do público.

A partir das 15h, Zé Bocca e Marcos Boi contam as Histórias do Meu Avô. Um repertório de contos caipiras, que nasceram após a pesquisa de Zé Bocca. Nelas, as narrativas tratam de personagens do interior paulista, como os do ciclo do tropeirismo (condutores de tropas e comitivas).

Às 16h30, Élcio Rodrigues conta a história de Aninha e o Sabiá, que narra a paixão de Aninha por um sabiá, e é inspirada na cantiga infantil Sabiá lá na gaiola.


PARQUE ÁGUA BRANCA

Endereço: Avenida Francisco Matarazzo, 455 – Água Branca
Fone/fax: (11)3865 4130 / 3865 4131
Funcionamento: 6h às 22h.

Informações: http://parqueaguabranca.sp.gov.br/


24/06/2014

Salas de jantar para agradar a todos os gostos



"Já diziam os antigos: sentados à mesa para uma refeição é que acontecem as melhores conversas e de onde vêm os melhores aprendizados. Os arquitetos e decoradores sabem muito bem disso e não poupam esforços para transformar a sala de jantar em um cômodo ainda mais bonito e aconchegante."

A gente prefere a cozinha - ou uma sala com tudo integrado, com aqui! - mas esta seleção de espaços escolhidos por Casa Vogue é muito boa, pode agradar a todos os gostos e proporcionar refeições e bate-papos ainda mais especiais. 

Amamos este:


"Joan Roca, chef-proprietário do restaurante número um do mundo, o El Celler de Can Roca, a essa altura da carreira poderia morar em uma mansão no melhor endereço da histórica Girona, cidadezinha catalã onde vive e trabalha. No entanto, prefere não arredar pé do apartamento situado logo acima da cozinha de onde saem suas criações especiais. Ali, na casa decorada por Anna, sua mulher, trabalha em uma bancada integrada à sala de jantar, na qual a estrela é uma luminária do alemão Ingo Maurer, customizada com croquis do cardápio servido no andar de baixo."

E lá no especial tem outras propostas super requintadas.

;)

http://casavogue.globo.com/Interiores/Ambientes/noticia/2013/12/top-10-salas-de-jantar-de-2013.html