19/08/2014

World Diabetes Tour e Sanofi Diabetes

Um grupo muito animado se aventurou neste sábado, 9 de agosto, na sede da ADJ (Associação de Diabetes Brasil). Famílias atendidas pela entidade e blogueiros de saúde conversaram com os atletas que representaram o Brasil no Desafio Diabetes Tipo 1 - uma Expedição realizada pelo World Diabetes Tour e Sanofi Diabetes. Recém-chegados da escalada, os atletas tiveram o intuito de estimular a discussão acerca dos cuidados com a saúde, principalmente de que com um diabetes bem controlado é possível superar grandes desafios e ter excelente qualidade de vida.

A plateia se envolveu animadamente com os relatos do atleta com Diabetes tipo 1, Alexei Angelo Caio, e do médico do grupo e atleta, Dr. Mauro Scharf, que inspirararam as crianças e adolescentes, seus pais e os blogueiros convidados.

Anteriormente, os atletas participantes da Expedição Machu Picchu já haviam vencido alguns dos picos mais desafiadores do mundo: as montanhas de Nepal, na Ásia, o Mont Blanc, nos Alpes franceses, a Cordilheira dos Andes, na América do Sul e, em 2013, o Kilimanjaro, na África. Este ano o desafio também foi intenso, 12 atletas com diabetes tipo 1 fizeram uma trilha intensa no Peru chamada Salkantay Pass em 4 dias, em que subiram a 4.600 metros de altitude para chegar as montanhas de Machu Picchu.

Alexei e Scharf compartilharam todas as fases do desafio, desde a preparação do organismo para a exigente carga física até as inúmeras dificuldades em superar um caminho estreito, sob chuva, frio e os perigos que as grandes altitudes oferecem à oxigenação do organismo, principalmente aos cuidados com o diabetes.

Segundo os atletas, as dificuldades metabólicas foram meros detalhes na caminhada de aproximadamente 70km, que teve como ponto alto a sinergia entre atletas e médicos, fundamental no controle dos índices glicêmicos e no suporte quando houveram casos de hipoglicemia.

A palestra foi uma oportunidade rica para as crianças e adolescentes, que puderam interagir e perguntar livremente suas dúvidas e curiosidades.

Antes da expedição, as crianças da ADJ haviam assinado uma camiseta para mostrar seu apoio ao time. Os atletas a levaram em sua mochila durante a Expedição e após 4 dias, ao chegar a Machu Picchu, os atletas tiraram muitas fotos com a bandeira. No dia do evento, levaram com eles a camiseta, que também foi assinada por todos os participantes do Desafio e entregaram a ADJ. A camiseta ficará em exposição para inspirar a superarem seus desafios de forma saudável.

"Por meio de cuidados com a saúde e do controle adequado, é possível ter ótima qualidade de vida e driblar o diabetes para alcançar seus sonhos."

Para encerrar o encontro, as crianças fizeram desenhos com suas impressões da aventura e saíram felizes por compartilhar novos sonhos e a vontade de superar limites.



Sobre a  Expedição Machu Picchu:
A aventura reuniu 12 atletas de 8 países, com diabetes tipo 1. O desafio de coragem e superação, rumou até a cidade pré-colombiana pela rota Salkantay, considerado o caminho mais difícil para chegar ao sítio arqueológico. A equipe, formada por diferentes nacionalidades - China, Índia, Jordânia, Brasil, Peru, Canadá, Espanha, França e Estados Unidos -  reunida pelo World Diabetes Tour (WDT) e Sanofi Diabetes.


Sobre Sanofi Diabetes:
A Sanofi Diabetes é um pilar estratégico do Grupo Sanofi e busca oferecer um leque de soluções integradas de saúde (medicamentos inovadores, produtos de consumo, tecnologia e serviços de educação em saúde e apoio), especialmente desenvolvidos para melhorar a qualidade de vida e o bem-estar dos pacientes com diabetes.

11/08/2014

A celulite não está diretamente relacionada ao consumo de bebidas gaseificadas #vivapositivamente



Como a atriz Patrícia Pillar, eu como o pãozinho do couvert e tomo Coca-Cola normal quando saio para comer fora de casa. Aliás, em casa também, mas é no restaurante que vejo mais caras feias e já ouvi gente me falar coisas como: "vai ter celulite".

#aos41 e com três filhos, nunca tive celulite (nem estria). Acho cansativo explicar e não mostro - mas felizmente também não me escondo na canga na praia ou piscina - que eu não tenho porque minha genética ajuda.

Hoje vi uma notícia que vai me ajudar a explicar para as pessoas esta vantagem. E também, espero, me ajude a ter menos cobranças quando estiver tomando minha coquinha.

A celulite não está diretamente relacionada ao consumo de bebidas gaseificadas. 

É o que explica o cirurgião plástico Guilherme Furtado, consultor do programa "Mais Você", da TV Globo. Ele ressalta que o problema está ligado à genética de cada indivíduo e ao acúmulo de gordura entre a pele e os músculos.

"Uma pessoa que não faz atividade física e tem um músculo um pouco mais atrofiado pode acumular mais tecido adiposo e tende a ter mais celulite. Trata-se de uma característica genética".

"Refrigerantes adoçados podem gerar celulite simplesmente por terem calorias, assim como um biscoito, uma massa branca, arroz branco, farinha e açúcar", explica.

Furtado recomenda o consumo das versões zero ou diet de refrigerantes, que não têm açúcar, como a solução para diminuir o acúmulo de calorias que favorecem o aparecimento da celulite.

De acordo com o especialista, a celulite se forma entre os tecidos conjuntivos logo abaixo da pele, onde a gordura se acumula entre as fibras que ligam a musculatura à pele.

"Aquela gordura que está entre os tecidos conjuntivos se torna tão volumosa que provoca aquele aspecto de casca de laranja", explica.

Furtado explica que, quanto mais gordura acumulada na região dos glúteos e pernas, maior a incidência de celulite naquelas pessoas que possuem predisposição a desenvolvê-la. A solução é uma dieta equilibrada rica em nutrientes, com consumo moderado de açúcares e gorduras.

Para quem já sofre com o problema, a indicação do médico é simples: exercícios físicos para tonificar os músculos e reduzir o tecido adiposo.

"Não tem como falar que vamos curar a celulite, mas podemos amenizar. A principal recomendação é uma alimentação saudável e a prática de atividade física regular", destaca Furtado. 

Aliás, isso me lembrou uma entrevista que vi uma vez com Juliana Paes, na qual ela dizia que o exercício pesado é que segura sua celulite. Sim, a linda da Juliana tem e vive bem com a celulite, viram?

O exercício vai aumentar a capacidade de queimar gordura ao mesmo tempo em que reforça a massa muscular.

"Ao ganhar mais músculos, a pessoa vai precisar de mais energia para mantê-los. Com a queima maior de gordura, vai ter um corpo mais definido e com um teor de adiposidade menor", reforça o cirurgião, que também propõe soluções estéticas como o laser, a radiofrequência e a drenagem linfática para quem quer soluções mais rápidas para as regiões do corpo em que a celulite esteja mais aparente.

04/08/2014

Receita da semana: sobrecoxas sobre cama de batatas bravas

Nesta semana teve #comidadevó para a volta as aulas: fiz o franguinho com batatas da vovó Ita para os ##2nerdsnacozinha.



A receita é super simples e para mãe super ocupada e prática: faça uma "cama" de batatas cortadas em rodelas altas (batatas bem lavadas, sem descascar, cortadas na transversal com 1 a 2cm de altura) e sobre elas acomode sobrecoxas de frango já limpas e temperadas (nosso açougueiro tira boa parte da gordura e deixa a pele só para não ressecar a carne no forno).

Asse forno médio a baixo por 30 minutos e quando estiverem cozidas por dentro, aumente o fogo para secar e ficar mais crocante.

E sobre a crocância, tenho um pequeno truque: antes de aumentar o fogo salpico farinha de rosca e temperinhos (neste foi Lemon Pepper) e rego com um fio de azeite cada um dia pedaços de carne.

Para acompanhar, ao fundo, tem arroz colorido (arroz branco cozido com cenouras e cebolas raladas, que fica cremoso sem precisar de creme de leite e queijo) e farofa de vagem com farinha de rosca.


01/08/2014

Feirinha gastronômica com 25 barracas marca aniversário da Mooca



No dia 17 de agosto, nosso querido bairro, a Mooca, faz aniversário e completa 458 anos —dois a menos que a capital paulista - com muitas festas. Uma das primeiras é no que chamamos de "nosso quintal".

:)

Doces, coxinha, batata, risoto e muitas outras delícias invadem a Mooca no final de semana, dias 2 e 3, a partir do meio-dia, no Clube Atlético Juventus comemora os 458 anos do bairro com uma feirinha gastronômica, que oferece aos visitantes dezenas de opções em 25 barracas.

Um dos destaques é o famoso canolli do Juventus, um rolinho de massa frita recheado de gostosuras como baunilha ou chocolate. Entre os quitutes salgados, estão a coxinha de pato do chef Carlos Bertolazzi e as batatas bravas do restaurante Bra.do.



A entrada é gratuita, mas os pratos são pagos. O Clube Juventus fica na Rua Comendador Roberto Ugolini, 20, Parque da Mooca, São Paulo, SP. O evento acontece no sábado, 02/08/2014, das 12h as 21h, e no domingo, 03/08/2014, das 12h as 20h.



Quem estiver no clima pode aproveitar também a 88ª Festa Nossa Senhora Achiropita.

Durante os cinco finais de semana de agosto, o bairro do Bixiga recebe a tradicional Festa de Nossa Senhora da Achiropita. Iniciada por imigrantes italianos que chegaram à região no começo do século 20, a farta festança chega a sua 88ª edição com 30 barracas de comidas e bebidas, além de uma cantina. As barracas ficam dispostas nas ruas Treze de Maio, São Vicente e Dr. Luiz Barreto.

Os visitantes podem se esbaldar com os pratos típicos como fogazzas, fricazzas e pizzas, além de tradicionais doces e vinhos. Na parte interna, a cantina da Paróquia, as “mamas” da cozinha servem o famoso spaghetti à moda Achiropita. O espaço também oferece aos comilões boa música e dança italianas.

As barracas estão no setor aberto ao público, sem necessidade de ingresso. O acesso à cantina custa R$ 40 para adultos e R$ 20 para as crianças (menores de 10 anos), e é melhor garanti-lo com antecedência. A festa acontece no entorno da Igreja Nossa Senhora da Achiropita, Rua Treze de Maio, 478, Bela Vista, São Paulo, SP. Funciona diariamente de 02 a 31/08 das 17h30 às 22h30 e aos sábados das 18h a meia-noite.

30/07/2014

Programa de agricultura urbana brasileiro chama atenção de japoneses





Um grupo de 14 pessoas, originário do Japão, veio até Curitiba especialmente para conhecer o projeto das hortas comunitárias desenvolvido pela Prefeitura de Curitiba, através da Secretaria Municipal do Abastecimento, em parceria com a Eletrosul, empresa de energia elétrica. 

Outros dois servidores municipais da Prefeitura de Cachoeirinha (RS) também acompanharam o grupo na visita à Horta Comunitária Moradias Paraná, localizada no Bairro Tatuquara e instalada abaixo do linhão da Eletrosul. A horta visitada beneficia 153 famílias.

O chefe da Unidade de Agricultura Urbana, Rodolfo Brasil Queiroz, que acompanhou o grupo (pertencente à filosofia Seicho-no-Iê), disse que os japoneses acharam muito interessante o projeto porque a atividade também traz benefícios secundários. 

"Além dos alimentos produzidos servirem ao consumo das famílias envolvidas, também servem como atividade terapêutica aos participantes." 


Os japoneses também experimentaram a couve-manteiga, espécie que não conheciam. Além de conhecer o trabalho, o grupo obteve informações sobre os programas, que atualmente conta com dez hortas comunitárias que beneficiam 762 famílias

“A agricultura urbana promove a busca da segurança alimentar de um população potencialmente em risco.”

Conheça as ações de Agricultura Urbana, da Secretaria Municipal do Abastecimento, desenvolvidas por meio de dois Programas:

Nosso Quintal - caracteriza-se pelo apoio ao cultivo de hortas em pequenos espaços como quintais de residências, terrenos em escolas, creches e outras entidades/organizações do município. 
Lavoura - caracteriza-se pelo apoio ao aproveitamento organizado de espaços urbanos públicos e/ou privados e pequenas propriedades particulares remanescentes da agricultura familiar de Curitiba, para o cultivo de hortas comunitárias e lavouras.
As ações de Agricultura Urbana objetivam: promover a educação alimentar através do consumo de hortaliças de qualidade, frescas, sem uso de agrotóxicos e de procedência confiável; facilitar o acesso ao alimento e reduzir despesas com alimentação; servir como atividade física e terapêutica para idosos e desempregados; servir como ferramenta pedagógica nas entidades educacionais; gerar renda com a comercialização da produção; conscientizar as pessoas para a preservação ambiental nos espaços urbanos; recuperar áreas degradadas; estimular ações comunitárias e de inclusão social; resgatar a cultura rural no espaço urbano, aproveitando a experiência agrícola dos moradores locais. 
A Secretaria Municipal de Abastecimento disponibiliza técnicos agrícolas, engenheiros agrônomos e estagiários de agronomia para a realização de treinamentos teóricos e práticos sobre cultivo e manutenção de hortas, assistência técnica e fornecimento de insumos e serviços: sementes e mudas de hortaliças, sementes de cereais, fertilizantes minerais e orgânicos, calcário e preparo do solo para plantio (mecanização agrícola). O prazo de atendimento varia de 6 a 12 meses.

29/07/2014

Novidades sustentáveis para a varanda gourmet na Abimad




Compramos um apartamento neste ano e ganhamos muito espaço. O que é uma bênção, é igualmente um novo "bicho carpinteiro", um incômodo (bom!) que ocupa nossos dias livres. Por conta da mudança e da adaptação, voltei a ver revistas de decoração e a colecionar referências do que gosto, para poder pensar no que quero no novo lar.

Nesta semana acontece em São Paulo uma feira que, se eu conseguir tempo para ver, pode me ajudar. A Associação Brasileira das Indústrias de Móveis de Alta Decoração promove duas vezes por ano a maior feira do segmento de mobiliário e decoração de luxo do país, a Feira Abimad (Feira Brasileira de Móveis e Acessórios da Alta Decoração), que acontece de 29 de julho a 01 de agosto, no Expo Center Norte, em São Paulo. Nela é possível ver um pouco de tudo em novidades no setor e eu gostei de algumas das coisas que vi no catálogo que pode ser baixado aqui.

E o que me fez pensar no Conversas de Cozinha foi a presença da Butzke, empresa especializada em móveis de madeira certificada voltados para o lazer, áreas externas e internas.

Eles trazem para a 18ª Abimad peças dos maiores e mais importantes designers brasileiros, como Carlos Motta, Sérgio Rodrigues, Pedro Useche, Alain Blatché, Paulo Alves, Carlos Alcantarino e Marina Otte.





Entre os destaques, a marca apresentará os móveis da linha Eko, assinados por Alain Blatché e que compõem a linha de produtos Mestra. A coleção é composta por uma mesa, cadeiras com e sem braços e uma espreguiçadeira, todas com almofadas. As peças são produzidas em eucalipto certificado 100% pelo FSC e está disponível nos acabamentos stain nogueira, jatobá e colorido, nas cores vermelho, verde e azul.

Outra novidade da Butzke para a feira são as peças da linha Salinas, assinada por Carlos Alcantarino. A coleção é composta por duas banquetas, uma cadeira e uma espreguiçadeira indicadas para uso externo. Os produtos são produzidos em eucalipto certificado 100% pelo FSC e estão disponíveis nos acabamentos stain nogueira e jatobá, com encosto das cadeiras e acento dos bancos quadriculados com cores que tornam as peças divertidas.




A marca apresenta também as mesas Catarina e as peças da linha Atibaia Outdoor, composta por cadeiras, banquetas e bancos de dois lugares. Todas as peças são produzidas em madeira Cumaru, assinadas pelo designer Paulo Alves e fazem parte da coleção Butzke Unique.

Em parceria inédita com o Estúdio Xilocoletivo, os bancos Xilo são outro destaque. Indicadas para uso em ambientes externos cobertos, as peças são feitas em madeira eucalipto certificado 100% pelo FSC com acabamento em verniz PU Natural e possuem dois tamanhos.



Do Estúdio Butzke, a marca apresenta três lançamentos: a cadeira Adirondack Michigan, disponível em madeira eucalipto certificado 100% pelo FSC com os acabamentos stain nogueira, jatobá e stain vermelho, verde e azul, com ou sem peseira e as peças da linha Mestra Fibras: cadeira empilhável Terraza – trama marfim e mesa Terraza – Trama Marfim e tampo de vidro.


P.S. A gente puxa um pouco a sardinha para os sulistas, ainda mais do estado o Gui, Santa Catarina. Fundada em 1899, a Brutzke, instalada no município de Timbó (SC), é a primeira no Brasil a produzir móveis certificados pelo selo FSC (Conselho de Manejo Sustentável). O portfólio da marca exibe peças para áreas externas e de lazer, distribuídos no mercado nacional e no exterior. Sua produção se concentra na fábrica construída em 2002, uma área de 10.000 metros quadrados, e emprega mais de 250 funcionários.

28/07/2014

Comer uma maçã por dia melhora a vida sexual da mulher



Mulheres que comem uma ou duas maçãs por dia têm uma vida sexual melhor do que as que não comem nenhuma. Essa é a conclusão de um estudo feito por pesquisadores do Hospital Regional Santa Clara, em Trento, na Itália, e publicado na revista Arquivos de Ginecologia e Obstetrícia.

A maçã contém antioxidantes como os polifenóis, que aumentam o fluxo sanguíneo para a genitália, e a florizina, um tipo de estrogênio semelhante ao estradiol, hormônio sexual feminino que melhora a lubrificação vaginal.

Os cientistas do departamento de urologia do hospital acompanharam 781 mulheres italianas, com idades entre 18 e 43 anos, entre setembro de 2011 a abril de 2012. Nenhuma delas tinha histórico de desordem sexual, depressão e prescrição de remédios controlados.

Após elas relatarem seus hábitos alimentares, foi concluído que as que comiam maçãs regularmente tinham melhor lubrificação vaginal e uma vida sexual mais plena.

Os pesquisadores não relacionaram a evidência com o fato de que as mulheres que comem mais maçãs podem ser mais saudáveis, o que contribuiria na hora do sexo.

Alguns desses benefícios podem estar apenas na casca da maçã, o que levou os pesquisadores a se interessarem por estudar mais os seus efeitos.

Leia também:
One apple a day keeps the doctor away: basta saber a hora de comer a maçã nossa de cada dia. No intervalo entre almoço e jantar, por exemplo, faz uma faxina e tanto no tubo digestivo. Tanto pela pectina, fibra que varre as sujeirinhas com doçura, quanto por ter propriedades microbicidas e ativar o trânsito intestinal.
- Se você precisava de motivos para comer maçã... tem vários aqui! Médicos recomendam o consumo de pelo menos uma maçã todos os dias: maçã é rica em fibras, antioxidantes e minerais. Por isso ajuda a perder peso, retarda o envelhecimento das células, diminui os efeitos da menopausa e ainda tem poucas calorias.

25/07/2014

Copa de Todo Mundo #todomundo


Já deu saudades da Copa do Mundo!

Independente das quantidades industriais de abobrinhas que foram propagadas antes do evento e da síndrome de vira-latas daqueles que acham que o Brasil é um país despreparado para organizar mega eventos, conseguimos vencer tudo e com sucesso.

Se em maio ou junho, alguém dissesse que o Rio de Janeiro seria tomado por mais de 100 mil argentinos para jogar a final, tripudiando do nosso fracasso em campo diante dos alemães naquela goleada implacável por 7 a 1, certamente imaginaríamos uma zona de guerra. Mais abobrinha!

O Brasil mostrou para o mundo que somos um povo acolhedor, ordeiro e que recebe todos de braços abertos. Temos jogo de cintura e sabemos perder, porque sabemos ganhar e ganhamos muito. Ainda somos Penta, mas muitos disseram que o nosso futebol já não é mais o mesmo, está fora do páreo. Mais abobrinha!

O Brasil e o povo brasileiro é uma Phoenix, que renasce das cinzar e nunca desiste. Precisamos evoluir como nação e como sociedade, mas o barco está andando e aqueles que não acreditam na força do nosso povo continuarão olhando para o copo vazio e verão os dias passar diante dos olhos reclamando que às 18:00 horas cai a noite.

Enquanto uns assistem passivamente a noite cair, o brasileiro continua a construir uma grande nação, porque nascemos para ser a nação que acolhe judeus e árabes, que coloca na mesma mesa japoneses e africamos pra comer feijoada e acima de tudo, ama todos.

Quando ganhei a coleção de latinhas da Coca-Cola com a grafia em 12 idiomas diferentes entendi perfeitamente o que é ser a Copa de #todomundo. É ter dentro do coração a capacidade de receber a todos com carinho e respeito e dividir aquilo que temos de melhor, nossa capacidade de acolhimento e respeito. Nesse quesito, sempre somos campeões.


21/07/2014

Nutrólogo afirma que refrigerante pode fazer parte de uma vida saudável

Eu acredito que o segredo da felicidade está no Caminho do Meio.

Este conceito do budismo (religião dos meus avós, que não sigo diretamente, mas respeito), da busca de uma vida vivida num caminho que não passa pela luxúria e pelos prazeres sensuais, mas que também não passa pelas práticas de mortificação do corpo, me parece o mais acertado em tudo.

Na alimentação, eu, que já fui vegetariana radical e paguei caro com minha saúde por este extremismo, sigo o mesmo preceito há 20 anos. Me alimento bem, procuro comer com muita frequência comida caseira saudável e não me privo de indulgências, como tomar vinho e refrigerante, por exemplo, em momentos de celebração da vida.

Claro que, como mãe, obedeço o bom senso e sigo as orientações de especialistas. Assim como meus filhos adolescentes não podem beber álcool, minha bebê nunca tomou refrigerante ou bebidas artificiais - não só refrigerantes, mas também sucos em pó, por exemplo.

E por falar em refrigerante, foi por conta dele que eu resolvi escrever este desabafo pessoal. Li uma notícia na qual o presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), Durval Ribas Filho, afirma categórico que o refrigerante pode fazer parte de um estilo de vida saudável.

O médico nutrólogo afirma que o problema está no excesso de consumo, e não no produto em si. "

Caminho do Meio, entendem?
;)

Veja os mitos sobre refrigerante que o médico desmistifica:



  • O que é o refrigerante? É água com corante e açúcar. Portanto, se a pessoa, ao invés de ingerir água, beber o refrigerante, estará consumindo água com açúcar, um componente energético à base de carboidratos. O grande problema está no consumo exagerado.
  • Até hoje, absolutamente nenhum trabalho conseguiu mostrar ou provar que, na quantidade em que se deve ser consumido o refrigerante, o corante e o aromatizante seriam suficientes para favorecer o desenvolvimento de doenças.
  • A principal diferença entre as gerações atuais e a passada é a forma como o refrigerante é usado. Antes, o refrigerante era consumido, na maioria das vezes, no final de semana. Não havia o excesso. 
  • E o refrigerante também pode ajudar na hidratação, uma vez que a água compõe entre 87% e 99% da bebida e o sabor incentiva as pessoas a consumirem mais líquido.
  • O açúcar presente no refrigerante costuma ser apontado como o argumento mais forte para se evitar a bebida. Um copo de 200ml contém aproximadamente 20g de açúcar, o que corresponde a duas colheres de sopa. Vale lembrar que todo alimento que contém açúcar deve ser consumido de acordo com o estilo de vida da pessoa. 

O nutrólogo afirma que o consumo consciente do açúcar implica em estabelecer uma boa relação entre a quantidade ingerida e o gasto calórico de cada um, ou seja, o consumo deve ser individualizado.



Segundo ele, é preciso levar em consideração a presença do refrigerante na cultura da sociedade moderna e, ao invés de atacá-lo, descobrir formas de conviver saudavelmente com a bebida. O refrigerante já faz parte da nossa história há quatro gerações. Em vez de combatê-lo, é necessário investir na educação alimentar. 

E eu incluo que precisamos investir no incentivo à prática esportiva, afinal, de que adianta reduzir calorias e não sair para fazer atividades físicas ao ar livre, não tomar sol, não conviver com pessoas, não dormir direito?



A vida saudável é feita de equilíbrio, não de radicalismo. É um caminho do meio. 

:)

P.S. Claro que eu fui saber mais do médico: graduado pela Faculdade de Medicina de Catanduva (1980), mestrado em Medicina Interna pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (1997) e possui doutorado em Medicina Interna pela Fundação Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto também em 1997. Atualmente é o Presidente eleito da Associação Brasileira de Nutrologia, coordenador médico do Departamento de Nutrição e Dietética do Hospital São Domingos e professor de Saúde do Instituto Municipal de Ensino Superior.

16/07/2014

Tempo de festivais gastronômicos fluminenses em Búzios, Nova Friburgo, Petrópolis e no Vale do Café

Super dica do Globo: com o final da Copa do Mundo, vários festivais tradicionais mudaram de data e acontecem entre o fim deste mês e início de agosto.

\o/



O 13º Festival Gastronômico de Búzios (festbuzios.com.br) começa nesta sexta, 18 de julho, e vai até o próximo dia 26 com um recorde de adesão de 60 restaurantes. A organização espera receber 30 mil pessoas nos locais onde serão servidas receitas especiais, preparadas pelos restaurantes locais, entre eles o Pátio Havana e o Salt, a preços promocionais — R$ 10 por entrada e sobremesa; R$ 15 pelo prato principal. As mesas do festival vão ser espalhadas em quatro pontos da cidade, entre eles a Rua das Pedras e a Orla Bardot.



A 12ª edição do Festival de Inverno de Nova Friburgo tem com programação voltada à música clássica, com eventos até 27 de julho. Neste ano, o evento celebra os 150 anos do compositor alemão Richard Strauss com apresentação da soprano Angelica de la Riva e da pianista Kátia Balloussier no sábado. Uma grande expectativa cerca a banda sueca New Tide Orquesta que trocou recentemente a palavra “tango” por “tide” (maré) no nome, mostrando a mudança de tons. Há apresentações todos os dias, gratuitas, no Novo Country Club.



O 14º Festival de Inverno de Petrópolis (fipet.net.br) usa como palcos, do dia 18 a 27 de julho, os cartões-postais da cidade: Catedral São Pedro de Alcântara, Museu Imperial, Palácio de Cristal, entre outros. Além dos shows de jazz e concertos de música clássica, o festival passará os filmes mudos de Charles Chaplin, “Em busca do ouro” (1925) e “O circo” (1928), acompanhados do piano ao vivo de Paulo José Campos de Melo no Cine Teatro, às 15h, nos dias 23 e 24, respectivamente.



A 12º edição do Festival do Vale do Café (festivalvaledocafe.com) começou na semana passada e movimenta, até 27 de julho, 14 cidades do Sul Fluminense. Neste ano, o evento homenageia o músico Dorival Caymmi com apresentação, no dia 25, do violonista Turibio Santos na Fazenda do Paraizo. Na Fazenda São João da Prosperidade, dia 27, Rosenete Eberhardt e Marcus Llerena tocam “De Mozart a Dorival Caymmi".