1 de ago de 2007

Uma Feira Francesa

Feira Francesa, feira, gastronomia francesa,
Este post já foi publicado antes no "Le Jardin Ephémère", mas como resolvemos centralizar nossas impressões sobre as feiras deste mundo, ele é republicado, assim teremos aqui a feira brasileira, a feira japonesa e também a francesa.

Todo mundo sabe que aqui na França a gastronomia é coisa sagrada. Os cozinheiros ganham concursos e prêmios e são tão famosos quanto as estrelas do cinema ou do show business. Mas esta adoração pelos alimentos já começa na escolha dos produtos, e os melhores são encontrados nas feiras. E aqui pertinho, a um quarteirão de casa, temos aos domingos uma das melhores feiras da região.

Feira Francesa, feira, gastronomia francesa, Quando a gente vai se aproximando, já vai sentindo os odores : eles vem dos temperos e condimentos de todas origens, ou das lingüiças (de asno, de avestruz, de veado, com frutas, nozes ou azeitonas) ou ainda dos tachos fumegantes de paëlla, cuscuz ou tartiflette, que são feitos ali na hora. E tem também as cores : além dos frutos e legumes que parecem que foram encerados de tão brilhantes, tem também as flores. O interessante é que além das flores tradicionais que encontramos nos floristas, tem também as flores simples, por exemplo é o único lugar onde posso comprar margaridas.

Feira Francesa, feira, gastronomia francesa, Tem os frutos que são exóticos para eles como manga, mamão, carambola, pode? Custam caríssimo! E tem também os produtos que são exóticos para mim, como as várias espécies de champignons, que são vendidos em cestinhas que parecem embaladas para presente. Mas destes sempre desconfio, há algumas espécies que são venenosas, é preciso conhecer bem. Também acho exóticos os legumes antigos (foto à esquerda), manchados e tortinhos, que não são mais produzidos pela agricultura tradicional, mas algumas chácaras ainda cultivam e vem vender na feira.

Feira Francesa, feira, gastronomia francesa, Queijos também tem bastante, dizem que existe um tipo de queijo para cada dia do ano. Em todo caso tem pelo menos dois ou três para cada região, sem falar dos italianos, suíços, holandeses...O mais difícil quando ainda nos os conhecemos é saber se podemos comê-los com a casca ou não...e também que entre os mais "mal cheirosos" é que estão os mais gostosos.

Nesta feira são vendidos também roupas, CDs, perfumes, acessórios de costura. Mas em relação às feiras brasileiras faltam duas coisas essenciais : a primeira é a gritaria dos vendedores para atrair a atenção dos fregueses ou para fazer piadinhas sobre as moças bonitas que passam. E a segunda é que não tem nenhuma banca de pastel(sniff, sniff)...e isto é imperdoável!

Feira Francesa, feira, gastronomia francesa,
Postar um comentário

Quem cozinha e conversa?

O blog surgiu da vontade de falar de comida, bebida e alimentação saudável, coisas que estão sempre em pauta na nossa cozinha, nos reuniu desde 2009 numa conversa online, como fazia com os papos nas cozinhas de amigos e os eventos deliciosos de gastronomia dos quais este blog tem participado. Tudo isso está aqui, temperado pela vontade de trocar ideias e aprender. Se você também gosta de um papo de cozinha, puxe uma cadeira e junte-se a nós.

E se quiser conversar com a gente: cozinhaconversa@gmail.com

Google+ Badge

Siga-nos no Twitter @conversacozinha