7 de jan de 2008

Bobó de Bacalhau

Esta receita me foi enviada pelo amigo blogueiro Santilli do Boa Leitura, que é um cozinheiro de mão cheia, segundo os comentários entusiasmados de seus convidados no seu blog. Achei a receita excelente para uma refeição em família ou com amigos, bastante original, pois só conhecia o bobó de camarão, e tão bem explicadinha, que não resisti à tentação de pedir a autorização para dividi-la com vocês. Um detalhe importante é que o bacalhau pode ser substituído pelo frango*. Aí vai a receita, com nossos agradecimentos ao autor.


Bobó de Bacalhau


Para 12 pessoas


(Luiz Santilli Jr – São Paulo-Brasil)


1 kg de bacalhau dessalgado e desfiado (1);
1 l de leite de coco;
2 cebolas grandes raladas;
4 dentes de alho finamente picados;
6 tomates sem pele e sem sementes picados fino ou uma lata de tomate
pelado (2);
½ xícara de azeite de oliva extra virgem para o refogado (ou à sua vontade);
1 kg de mandioca (aipim) cozida (3);
1 maço de salsinha ou coentro a gosto e de cebolinhas (4).


Preparo:


Aqueça o azeite e doure bem primeiro o alho e depois a cebola;
Junte os tomates e refogue por cerca de 3 minutos;
Junte o bacalhau e refogue por uns 10 minutos;
À parte, bata no processador a mandioca com o leite de coco;
(se o creme ficar muito espesso pode-se diluir com mais leite de coco);
Junte este creme ao bacalhau refogado;
Deixe cozinhar por uns 20 minutos;
Verifique o sal e ajuste se necessário;
Deixe descansar por uns 30 minutos;
Junte as cebolinhas e a salsinha bem picadas e sirva a seguir (5);
Coloque uma pimenta suave de sua preferência (Tabasco, por exemplo).


(1) Para dessalgar o bacalhau corte-o em pedaços de aproximadamente 8 cm de comprimento, coloque numa vasilha de aço inox com água e leve à geladeira por 12 horas, trocando a água a cada 3 horas; Cozinhe-o em água fervente por uns 15 minutos; deixe esfriar e desfie, procurando tirar todas as espinhas; coloque sal na água, que por incrível que pareça, acelera a tirada do sal;

(2) Em geral o tomate em lata é um produto de origem italiana de nome Pommodori Pelatti, à venda em todos os super-mercados; pode ser também tomates maduros, sem peles e sem sementes, fica melhor;

(3) Cozinhe a mandioca fresca, sem a casca, em pedaços de aproximadamente 4 cm; coloque no processador aos poucos com o leite de coco;

(4) O coentro tem um sabor mais forte do que a salsinha, portanto controle as porções ao seu gosto.

(5) A salsinha e a cebolinha devem ser colocadas por último, com o fogo já apagado, para que não escureçam e percam o sabor.

Sirva com arroz branco e uma salada de folhas frescas.


*Obs.: no caso do Bobó de frango, substitua o bacalhau pelo frango, usando 1,5 kg de peito de frango, frito antes de refogar, pois o frango diminui de volume e peso.


BOM APETITE!

Postar um comentário

Quem cozinha e conversa?

O blog surgiu da vontade de falar de comida, bebida e alimentação saudável, coisas que estão sempre em pauta na nossa cozinha, nos reuniu desde 2009 numa conversa online, como fazia com os papos nas cozinhas de amigos e os eventos deliciosos de gastronomia dos quais este blog tem participado. Tudo isso está aqui, temperado pela vontade de trocar ideias e aprender. Se você também gosta de um papo de cozinha, puxe uma cadeira e junte-se a nós.

E se quiser conversar com a gente: cozinhaconversa@gmail.com

Google+ Badge

Siga-nos no Twitter @conversacozinha