23 de nov de 2008

O misterioso Omega 3

As pessoas deveriam ser mais preocupadas com a alimentação; falo por mim. Eu como as coisas sem prestar muita atenção ao que estou comendo. Mas já me policio tempo demais e ficar pensando, com tanta seriedade, sobre o que vou comer, tenho medo de ficar maluca e inventar de viver de energia solar e lunar. Eu tenho umas tendências alucinantes, melhor não abusar.
Hoje li uma matéria sobre o Omega 3. Há alguns anos esse papo de Omega 3 é assunto nas rodinhas das meninas que começam a beirar os trinta. Apesar de que hoje as coisas estão caminhando ainda mais depressa, talvez as de dezessete já consumam essas coisas, na tentativa de retardar ainda mais o envelhecimento. Você duvida?
O Omega 3 é bom, mas depende de como é consumido. Há quem não aconselhe a tomada de alta dosagem, como está sendo receitado por aí. É diferente consumir altas dosagens in natura -- direto da fonte -- e in vitro. Você até pode tomar cápsulas do Omega 3 em doses menores, apenas como substituição a uma alimentação, mas não tomá-las todos os dias, ainda mais sem orientação médica.
Por exemplo, aqui em casa ninguém come peixe. Eu não gosto de peixe e o resto da casa também não. Até comem vez ou outra, mas sem prazer. Então, podemos tomar uma cápsula desse concentrado uma vez por semana ou até mesmo duas, creio eu, na tentativa de substituir essa carência alimentar.
A professora da Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Inar Alves de Castro (USP), conta que o Omega 3 reduz bastante os triglicerídeos, mas não o colesterol, como as pessoas costumam pensar. Ela diz que o colesterol aumenta. Leu isso? Omega 3 não abaixa o colesterol, ele aumenta o colesterol. Omega 3 reduz os triglicerídeos. Grave aí.
Resumindo: acabo de ler que os efeitos do Omega 3 no organismo a longo prazo ainda são um mistério para a ciência. Leu bem? Pé no breque.

Alimentos amigos do colesterol:

Dizem que suco de cenoura é bom para o colesterol, assim como a berinjela sem casca. Falam bem da soja, da semente de linhaça triturada (dizem que a semente inteira não vale nada, há controvérsias, mas falam), alho, uma dieta rica em fibras, como granola, arroz integral, biscoito integral, pão integral, aveia, vegetais e frutas cruas, incluindo a casca quando possível e a ingestão de muita água, que é sempre bom para o funcionamento do organismo como um todo.

Sabe, como diria minha falecida avó paterna: eu sou uma pândega. Estou escrevendo um post com dicas supersaudáveis* e tomando uma quase banana split, haha.

* Lembre-se: super é seguido de hífen com palavras começadas por h e r.

Postado by Palpi
Postar um comentário

Quem cozinha e conversa?

O blog surgiu da vontade de falar de comida, bebida e alimentação saudável, coisas que estão sempre em pauta na nossa cozinha, nos reuniu desde 2009 numa conversa online, como fazia com os papos nas cozinhas de amigos e os eventos deliciosos de gastronomia dos quais este blog tem participado. Tudo isso está aqui, temperado pela vontade de trocar ideias e aprender. Se você também gosta de um papo de cozinha, puxe uma cadeira e junte-se a nós.

E se quiser conversar com a gente: cozinhaconversa@gmail.com

Google+ Badge

Siga-nos no Twitter @conversacozinha