2 de dez de 2008

Tender com Karo e sucos

Eu não sou lá muito de cozinhar. Não mesmo, só de vez em quando. Mas o Natal se aproxima e há algo que eu gosto de preparar todos os anos: tender. Fácil, rápido e gostoso.
Há várias maneiras de fazer, e falo por experiência própria, porque já fiz de várias formas, menos caramelado, aquele que deve ser regado de 5 em 5 minutos. Sou louca, mas nem tanto. ;)
As alterações de sabor ficam sempre interessantes. Ora faço com suco de laranja, ora com suco de laranja + suco de maracujá concentrado. Ora faço com calda de pêssego + laranja + maracujá. Ora preparo com calda de pêssego + calda de abacaxi. Enfim, o que me der na cabeça e o que estiver à mão.
Compro um tender pequeno, aquele bolinha, porque é, normalmente, preparado para duas pessoas, no máximo três. Dou-lhe umas leves facadas, coloco-o dentro de uma vasilha alta, deixo-o, na geladeira, marinando de um dia para o outro dentro do suco (que, como já contei, pode variar muitíssimo), coberto com papel filme. À noite ou no dia seguinte pela manhã, viro o coitado, porque a vasilha nunca é alta o suficiente para cobri-lo totalmente sem trazer insegurança ao manuseio.
No dia seguinte, alguém prepara as outras carnes, nunca eu, e também um arroz com passas e nozes e também uma deliciosa farofa, que pode variar de sabor. Há muita salada e todas aquelas frutas e sementes gostosas que a gente adora beliscar antes, durante e depois do Natal.
Enquanto estão beliscando, preparo o tender com muita facilidade. Basta retirá-lo da vasilha e fazer alguns losangos na parte de cima. Gente, isso é mais antigo e óbvio do que andar a pé – até eu sei fazer e bem. Depois dos losangos feitos, espeto um cravo em cada uma de suas junções. Nem dá trabalho e fica bonitinho. Rego com Karo e também com o suco em que ficou marinado, que coloco em abundância junto com o tender no forno. Nem cubro, deixo-o lá, pegando uma cor maravilhosa. Vez ou outra, dou uma regada e em, no máximo, uma hora, está perfeito para ser saboreado. No finalzinho do preparo, acrescento pêssegos e abacaxis para que cozinhem levemente e, depois de retirados, enfeito com cerejas. Fica bem molhado. Bon apetit!

Postado by Palpi
Postar um comentário

Quem cozinha e conversa?

O blog surgiu da vontade de falar de comida, bebida e alimentação saudável, coisas que estão sempre em pauta na nossa cozinha, nos reuniu desde 2009 numa conversa online, como fazia com os papos nas cozinhas de amigos e os eventos deliciosos de gastronomia dos quais este blog tem participado. Tudo isso está aqui, temperado pela vontade de trocar ideias e aprender. Se você também gosta de um papo de cozinha, puxe uma cadeira e junte-se a nós.

E se quiser conversar com a gente: cozinhaconversa@gmail.com

Google+ Badge

Siga-nos no Twitter @conversacozinha