8 de fev de 2009

Bons hábitos alimentares começam na escola



Com a correria do dia-a-dia, com as atenções voltadas para material escolar, uniformes, novas atividades, trabalhos, provas, notas e reuniões, muitos pais acabam se esquecendo e descuidando de algo muito importante, a alimentação de seus filhos, indispensável para suportarem mais um ano letivo. Para enfrentar tanta agitação, os estudantes precisam de uma alimentação saudável e nutritiva para não engrossarem os altos índices de obesidade, que atingem crianças e adolescentes.

Segundo a nutricionista Denise da Costa Campos, no período integral são desenvolvidos trabalhos que reforçam os hábitos alimentares saudáveis nos alunos. "Além de saborear o alimento, as crianças também conhecem e aprendem sobre sua importância nutricional. Elas experimentam certos alimentos e muitas vezes 'descobrem' que gostam daqueles que antes não comiam ou sequer experimentavam, refletindo mudanças comportamentais também em casa", declara a especialista.

Algumas escolas estimulam as crianças a participar dos cuidados com uma horta, onde os alunos participam de todo o processo desde a plantação até a colheita dos legumes e verduras. Com todos os itens colhidos os estudantes aprendem a importância de se alimentar corretamente e desenvolvem algumas receitas.

Boa parte dos colégios atualmente diminuiu do cardápio frituras, refrigerantes e o número de guloseimas, oferecendo na cantina sucos naturais, frutas, saladas light e lanches mais saudáveis e menos gordurosos, abolindo o excesso de consumo das gorduras saturadas e do açúcar refinado.

"Algumas crianças que ingressam no colégio, principalmente aquelas com idade entre cinco a dez anos, chegam com hábitos alimentares incorretos, sem limites no consumo de doces, sem o hábito de comer legumes, verduras e frutas, além de deficiência de minerais", conta Denise.

A aceitação por este tipo de cantina é positiva e as receitas são sempre inovadas para agradar o paladar dos estudantes. Um bom exemplo é o suco de couve com limão, que tem uma grande aceitação entre os alunos. Também é possível encontrar outras misturas como melancia com limão, laranja com acerola, laranja com mamão e laranja com beterraba.

O principal objetivo deste trabalho é melhorar a qualidade de vida e seu sucesso é conseqüência do empenho dos diretores, professores e pais. "É realizado um processo de conscientização a partir das aulas e de palestras. O trabalho possui excelentes resultados, porém é uma mudança lenta. Durante o ano, todos os profissionais que trabalham com as crianças e adolescentes procuram romper a barreira do eu não gosto", explica a nutricionista.

Os profissionais sentem que o trabalho surte efeito, uma vez que as crianças levam para casa o que aprendem na escola e, assim, passam a questionar os pais. Para manter a boa alimentação das crianças, a nutricionista sugere que os pais coloquem limites nas guloseimas. Oferecer o alimento que a criança quer nem sempre é uma forma de demonstrar carinho, pois geralmente a criança dá preferência a alimentos ricos em gordura.

Algumas dicas são valiosas como substituir o refrigerante por suco, o que ajuda a diminuir calorias e aumentar a ingestão de vitaminas e sais minerais; aumentar a ingestão de alimentos ricos e fibras, vitaminas e sais minerais como frutas, verduras e legumes; ingerir água, para o bom desenvolvimento do organismo; diminuir a quantidade de chocolates, balas, lanches, frituras, bolachas, etc, pois são calóricos e possuem grande quantidade de gordura trans, prejudicando a saúde da criança.

O mais importante é que a criança leve para o lanche sempre um suco ou uma fruta, jamais coloque refrigerante na lancheira para comer um lanche feito com pão, presunto, queijo ou requeijão. Desta forma a lancheira se torna completa, contendo todos os nutrientes (carboidratos, proteínas, vitaminas e sais minerais), ajudando a prevenir a obesidade infantil.

Fonte: MP & Rossi Comunicações (em nome do Colégio Arbos)

Postar um comentário

Quem cozinha e conversa?

O blog surgiu da vontade de falar de comida, bebida e alimentação saudável, coisas que estão sempre em pauta na nossa cozinha, nos reuniu desde 2009 numa conversa online, como fazia com os papos nas cozinhas de amigos e os eventos deliciosos de gastronomia dos quais este blog tem participado. Tudo isso está aqui, temperado pela vontade de trocar ideias e aprender. Se você também gosta de um papo de cozinha, puxe uma cadeira e junte-se a nós.

E se quiser conversar com a gente: cozinhaconversa@gmail.com

Google+ Badge

Siga-nos no Twitter @conversacozinha