22 de abr de 2009

Consumo de amendoim ajuda a reduzir colesterol

[caption id="attachment_401" align="alignnone" width="421" caption="O que é o que é? Uma caixinha de bom parecer, não há carpinteiro que possa fazer. O amendoim lembra brincadeira de criança, mas há inúmeras vantagens na inclusão deste alimento na sua dieta."]1161987511_amendoim2[/caption]

Uma das grandes preocupações relativas à alimentação da população atualmente é o excessivo consumo de produtos ricos em colesterol. Antenadas aos assuntos relacionados à saúde, muitas pessoas associam, erroneamente, a substância ao amendoim e ainda acreditam que a leguminosa pode causar obesidade e câncer. Porém, felizmente, não é o que dizem os especialistas.

O amendoim é uma excelente fonte de energia, possui cerca de 30% de proteínas nas sementes e sua gordura é, principalmente, monoinsaturada, que é benéfica para a saúde, ajuda a perder peso, a diminuir o colesterol e a manter estável o nível de açúcar no sangue. “O amendoim possui uma rica qualidade nutritiva e, por isso, pode ajudar a resolver problemas cardiovasculares, a reduzir o risco de diabetes e cânceres”, diz a médica nutróloga Vanderli Marchiori, da Associação Paulista de Nutrição.

Segundo a médica, em relação à quantidade de gorduras, se consumida com moderação é benéfico, uma pequena quantidade é fundamental para a formação dos neurônios, das enzimas, dos hormônios sexuais e para a manutenção dos órgãos. “O cérebro, por exemplo, é constituído de 70% de gordura”, revela Marchiori.

E uma das maneiras mais eficazes de reduzir o LDL, o “mau colesterol”, e ajudar o organismo a produzir o HDL, o “bom colesterol”, é exatamente consumir amendoim. “Por possuir essencialmente gorduras monoinsaturadas, o amendoim contribui para diminuir os níveis sanguíneos de colesterol ruim (LDL), previne a formação de coágulos nas artérias, evitando, assim, doenças cardíacas”, explica a especialista.

De acordo com a médica nutróloga, outra boa dica para baixar os níveis de colesterol é reduzir o consumo de gorduras de origem animal, regular a parte hormonal e praticar uma atividade física. “Também devemos sempre evitar o consumo de gorduras saturadas e trans, pois são inflamatórias e podem causar doenças. Por outro lado, é essencial consumir as gorduras monoinsaturadas, que são saudáveis e, de quebra, ajudam a converter os estoques de gordura corporal em energia”, afirma.

O amendoim, diz, também apresenta outros aspectos nutricionais importantes, como a presença de proteína vegetal, fibras, cálcio, magnésio, potássio, além de fitosteróis e outros componentes. Assim, pode ser saboreado de várias maneiras e sem arrependimento. Torrado ou temperado, em forma de pasta, creme, sobremesa ou farinha, o amendoim é sempre uma opção deliciosa e saudável.

Fonte: ABICAB - Associação Brasileira da Indústria de Chocolate, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados.
Postar um comentário

Quem cozinha e conversa?

O blog surgiu da vontade de falar de comida, bebida e alimentação saudável, coisas que estão sempre em pauta na nossa cozinha, nos reuniu desde 2009 numa conversa online, como fazia com os papos nas cozinhas de amigos e os eventos deliciosos de gastronomia dos quais este blog tem participado. Tudo isso está aqui, temperado pela vontade de trocar ideias e aprender. Se você também gosta de um papo de cozinha, puxe uma cadeira e junte-se a nós.

E se quiser conversar com a gente: cozinhaconversa@gmail.com

Google+ Badge

Siga-nos no Twitter @conversacozinha