9 de dez de 2009

Kibe de forno da minha mãe

Hoje a @ladyrasta pediu no Twitter uma receita de kibe de forno e eu aproveitei para pedir novamente a receita da minha mãe, que, de longe, é a melhor que eu já comi. Ela respondeu prontamente nosso e-mail e aproveito para postar aqui para quem mais gostar!

(tem um segredo do Gui no quibe que fazemos em casa e minha mãe não contou: ele pede para o moço do açougue moer duas vezes a carne, assim ela fica bem homogênea)
Proporção de 2 por 1, ou seja 2 partes de carne (eu faço sempre com patinho, (que mando moer na hora, sem gorduras ou nervuras). Então para um pacote de 1/2 kg de trigo (para quibe), vai um quilo de carne - pode ser também peixe (tipo pintado, dourado, pacu) , carneiro (que é o kibe legítimo).

Deixe de molho de um dia para outro, lave bastante para sair o gluten e depois deixe em água fria.

(tenho um truque que é, em caso de muita pressa, lavar bem e deixar uma hora em molho em água fervente, mas o lento dá melhor resultado)

Escorra num escorredor de macarrão, sobre um pano, quando não estiver mais escorrendo, esprema para tirar toda água possível para fazer a mistura.

Numa bacia grande coloque o trigo, a carne, os temperos: uma cebola grande (moída), ralada, 4 dentes de alho, cebolinha verde (1/2 xicara), um punhado de hortelã fresca, pimenta síria (pimenta branca c/ canela em pó), sal (1 colher de sopa) - ingredientes que eu passo no processador ou liquidificador. E claro, azeite de oliva, do bom, extra virgem.

Opcionalmente, acrescentar 1/2 xícara de nozes picadas - os árabes também usam pistache, eu fico com as nozes.

Misture o tempero com o trigo e a carne e "muquear" ( de muque mesmo), que significa mexer vigorosamente para obter uma massa bem homogênea. Prove para ver o sal e assar em forma ( assadeira retangular)levemente untada de óleo, fogo médio no forno por cerca de 40 min. A seguir teste o ponto e estenda o tempo até que esteja uniformemente assado.

Ah! sim, antes de colocar para assar, regue a massa  previamente cortada em quadrados ou losangos com azeite, para ele penentrar na massa.

Bom apetite!


Detalhe: em caso de usar peixe, não uso nozes.
Postar um comentário

Quem cozinha e conversa?

O blog surgiu da vontade de falar de comida, bebida e alimentação saudável, coisas que estão sempre em pauta na nossa cozinha, nos reuniu desde 2009 numa conversa online, como fazia com os papos nas cozinhas de amigos e os eventos deliciosos de gastronomia dos quais este blog tem participado. Tudo isso está aqui, temperado pela vontade de trocar ideias e aprender. Se você também gosta de um papo de cozinha, puxe uma cadeira e junte-se a nós.

E se quiser conversar com a gente: cozinhaconversa@gmail.com

Google+ Badge

Siga-nos no Twitter @conversacozinha