18 de ago de 2010

Mais peixe, menos chances de desenvolver doenças cardíacas

[restaurant week] Peixe com Banana

Segundo um novo estudo, homens de meia-idade e idosos que comem peixe todos os dias têm menores chances de desenvolver um conjunto de fatores de risco para doenças cardíacas, diabetes e acidente vascular cerebral.

Porque a dieta de peixe é tão benéfica, entretanto, os cientistas não sabem ao certo, mas os resultados mostram que os ácidos graxos ômega-3, encontrados mais abundantemente nos peixes gordos como o salmão, cavala e atum branco, podem ter benefícios ao coração.

A pesquisa demonstra que o ômega-3 pode reduzir triglicerídios (um tipo de gordura no sangue) e também sugere que suplementos de óleo de peixe podem ajudar a baixar a pressão sanguínea e reduzir o risco de morte entre as pessoas que já tem doença cardíaca.

O estudo descobriu que homens que comiam uma porção de peixe por dia tinham 57% menos probabilidade de desenvolver síndrome metabólica em três anos do que aqueles que comiam menos de uma vez por semana.

A síndrome metabólica refere-se a um conjunto de fatores de risco para diabetes, doenças cardíacas e derrame, incluindo a obesidade abdominal, hipertensão arterial, glicemia, colesterol HDL baixo e triglicérides elevados. A síndrome é diagnosticada quando uma pessoa tem três ou mais dessas características.

Não houve essa associação entre mulheres, no entanto. A razão para a discrepância de gênero não é clara. Os pesquisadores especulam que, como grupo, as mulheres não conseguiram obter bastante ácidos omega-3 dos peixes para mostrar uma redução no risco de síndrome metabólica. Em uma porção, homens consumem 786 mg de ômega-3 por dia, enquanto as mulheres consomem 563 mg.

Os resultados precisam ainda ser confirmados. Em geral, não está clara a ingestão diária ideal de ácidos graxos ômega-3. No entanto, mesmo que comer peixes regularmente ajude a reduzir o risco de síndrome metabólica ou seus componentes, seria apenas um dos muitos fatores envolvidos. Um peso saudável, não fumar, exercício físico regular e uma dieta equilibrada, rica em frutas e legumes também são considerados importantes.

Fonte: Hypescience
Postar um comentário

Quem cozinha e conversa?

O blog surgiu da vontade de falar de comida, bebida e alimentação saudável, coisas que estão sempre em pauta na nossa cozinha, nos reuniu desde 2009 numa conversa online, como fazia com os papos nas cozinhas de amigos e os eventos deliciosos de gastronomia dos quais este blog tem participado. Tudo isso está aqui, temperado pela vontade de trocar ideias e aprender. Se você também gosta de um papo de cozinha, puxe uma cadeira e junte-se a nós.

E se quiser conversar com a gente: cozinhaconversa@gmail.com

Google+ Badge

Siga-nos no Twitter @conversacozinha