5 de dez de 2010

Canteiro de ervas dá sabor a tudo

Tenho sinestesia. Sabem o que é? Uma forma diferente do cérebro interpretar os sinais sensoriais, percebendo as cores como se fossem cheiros, sabores, sons e até sentimentos. A mistura de sentidos faz com que nós, os sinestetas, ganhemos muito em paladar. Um perfume diferente na comida – ou durante o preparo, como é o caso do alho frito! – já faz a gente ter mais ou menos apetite.
Por sorte, no meu condomínio a síndica cercou um espaço para cultivarmos temperos e ervas. Quando o meu canteirinho do apartamento fica na entresafra, eu recorro ao espaço coletivo, onde vão bem duas coisas que não consigo fazer crescer em vasos: salvia (deliciosa para temperar carnes brancas) e erva cidreira. Adoro chá gelado desta planta que parece uma grama crescida, mas tem cheiro doce e acolhedor.
E na viagem para Porto de Galinhas eu conheci um delicioso suco de abacaxi com capim limão, que eu tenho feito com erva cidreira. Bem servido tem gosto e jeito de drink e é um calmante maravilhoso. Além do mais, dizem que abacaxi desintoxica, né? Nesta rotina corrida de São Paulo, ir ao “quintal” pegar ervas frescas e tomar um suco que refresca e acalma não é tudo de bom?

Postar um comentário

Quem cozinha e conversa?

O blog surgiu da vontade de falar de comida, bebida e alimentação saudável, coisas que estão sempre em pauta na nossa cozinha, nos reuniu desde 2009 numa conversa online, como fazia com os papos nas cozinhas de amigos e os eventos deliciosos de gastronomia dos quais este blog tem participado. Tudo isso está aqui, temperado pela vontade de trocar ideias e aprender. Se você também gosta de um papo de cozinha, puxe uma cadeira e junte-se a nós.

E se quiser conversar com a gente: cozinhaconversa@gmail.com

Google+ Badge

Siga-nos no Twitter @conversacozinha