25 de mar de 2011

Desafios na alimentação de crianças de 1 a 3 anos


O Conversas de Cozinha gostaria de ter ido ao evento que aconteceu no dia 23/03. E a gente ia, até indicamos blogueiras amigas para ir também, mas de última hora o trabalho apertou aqui na Otagai. Mas, como o tema é bem legal, pedimos para a assessoria nos contar um pouco do que o pediatra Dr. Jayme Murahovschi e a nutricionista Cynthia Maggi conversaram com um grupo de jovens blogueiras sobre as dificuldades alimentares das crianças de 1 a 3 anos e os desafios que os pais enfrentam para desenvolver nos pequenos o hábito da alimentação saudável.

Dr. Jayme Murakovschi  é livre-docente em Pediatria Clínica; especialista em Pediatria (generalista); especialista por proficiência em Gastroenterologia pediátrica; membro da Academia Brasileira de Pediatria; autor dos livros: ‘Pediatria: Diagnóstico + Tratamento’; ‘Pediatria: Emergências+Emergências’; ‘Cartilha de Amamentação’. E Cynthia Maggi é nutricionista especializada em gastronomia clínica.

No encontro eles trataram de temas como a dificuldade da maioria das mães e pais para tornar as refeições mais atrativas às crianças e a importância da ingestão dos nutrientes presentes em alimentos como frutas, verduras e legumes, tanto para o desenvolvimento dos filhos quanto para o estímulo aos sabores que os acompanharão durante toda a vida.

Segundo os presentes, Dr. Jayme comentou sobre o papel fundamental de cada um dos alimentos na composição do cardápio básico das crianças e alertou ainda para a importância da educação alimentar, principalmente pela variedade de alimentos no cardápio. “É muito comum que as mães disfarcem os alimentos para que as refeições tenham todos os nutrientes indicados pelo pediatra e especialistas em nutrição infantil. Este comportamento é válido, mas cumpre apenas uma função. É importante não desistir de ensinar a criança a comer todas as categorias de alimentos. Desta forma, ela será um jovem, e depois um adulto, que não terá dificuldades em manter uma dieta balanceada. E os pais têm uma participação ativa neste processo, contribuindo inclusive para a prevenção de problemas no futuro como obesidade, diabetes e câncer”, complementa."

O evento foi encerrado com a interação entre os convidados e a nutricionista Cynthia Maggi, que preparou uma sugestão de cardápio completo, com dicas para o café da manhã, almoço e jantar, além dos lanchinhos nos intervalos das refeições. Entre as sugestões, os destaques foram o gratinadinho de ricota, que acompanhava a Papinha Espaguetinho à Bolonhesa – para o almoço – e o mingau natural com mamão picado – no lanche da tarde.

E agora um comentário de mãe: meus meninos não foram bebês de papinhas, sopinhas e mingaus, alimentos que eu adoro (com aveia, quase sempre) até hoje. Mas se tornaram meninos que gostam muito destes alimentos agora, #aos8 e #aos10, tanto que se tornou uma excelente forma de alimenta-los rapidamente, com comida leve e saudável na volta das atividades físicas e aulas de sua faixa etária. Minha dica é que tentem sempre deixar que os filhos experimentem novamente os alimentos, pois o paladar amadurece e pode ser que vocês se surpreendam - e positivamente, como eu.
;)

P.S. Na foto, de divulgação, estão as blogueiras Lya Leher, Mônica Brandão Turquetti, Glauciana Nunes, Tamara Damberg e a querida Aline Silva Dexheimer.
Postar um comentário

Quem cozinha e conversa?

O blog surgiu da vontade de falar de comida, bebida e alimentação saudável, coisas que estão sempre em pauta na nossa cozinha, nos reuniu desde 2009 numa conversa online, como fazia com os papos nas cozinhas de amigos e os eventos deliciosos de gastronomia dos quais este blog tem participado. Tudo isso está aqui, temperado pela vontade de trocar ideias e aprender. Se você também gosta de um papo de cozinha, puxe uma cadeira e junte-se a nós.

E se quiser conversar com a gente: cozinhaconversa@gmail.com

Google+ Badge

Siga-nos no Twitter @conversacozinha