18 de ago de 2011

A choradeira na cozinha está com os seus dias contados: neo-zelandeses criaram uma cebola à prova de choro!

Esta vale a nota, vi no Globo Rural:

agricultura, cebolas, saúde, cebolas que não fazem chorar, como cortar cebola sem chorar, cebola que não faz chorar, porque choramos quando cortamos a cebola

Cientistas neo-zelandeses, com a ajuda de japoneses, anunciaram a descoberta de uma cebola geneticamente modificada (GM) incapaz de produzir lágrimas nos seres humanos.O trabalho é da equipe do cientista neo-zelandês Colin Eady, coordenador do projeto encabeçado pela empresa Crop & Food.

Conforme Eady disse à revista científica Growers of Biotechnology, as lágrimas provocadas por cebolas são uma espécie de mecanismo de defesa da planta. Ele explica que, quando uma cebola convencional é cortada ou ralada, aminoácidos sulfóxidos e enzimas são liberadas no ar. "A enzima transforma os aminoácidos sulfóxidos em vapor e este, em contato com os olhos dos seres humanos, provocam irritação e lágrimas", disse Eady, que "desligou" essa enzima na cebola GM.

Segundo a nota, uma descoberta no Japão, identificando os genes da planta responsáveis pela produção das lágrimas nos humanos, deun início a tudo. Na Nova Zelânda os cientistas concluíram o trabalho de desligamento da enzima a estes genes, mas explicam:

Diferentemente de outros produtos geneticamente modificados, na cebola a enzima não é neutralizada pela adição de um gene ao genoma da planta. "Nesse caso, o gene foi silenciado pelo processo de RNA interferência e assim, os sulfóxidos não são convertidos em vapor", diz. "Ao desligar o gene do fator lacrimogêneo, impedimos a formação de enxofre, tornando-o assim disponível para ser transformado em outros compostos relacionados a saber ou propriedades nutritivas".

Postar um comentário

Quem cozinha e conversa?

O blog surgiu da vontade de falar de comida, bebida e alimentação saudável, coisas que estão sempre em pauta na nossa cozinha, nos reuniu desde 2009 numa conversa online, como fazia com os papos nas cozinhas de amigos e os eventos deliciosos de gastronomia dos quais este blog tem participado. Tudo isso está aqui, temperado pela vontade de trocar ideias e aprender. Se você também gosta de um papo de cozinha, puxe uma cadeira e junte-se a nós.

E se quiser conversar com a gente: cozinhaconversa@gmail.com

Google+ Badge

Siga-nos no Twitter @conversacozinha