10 de mar de 2012

Lanchinhos "de shopping" feitos no forno caseiro (por @samegui)

Lanche da noite: "vinagrete" ao limão e azeite com tomates, cebolas e talos de agrião. Sim, você leu direito, "talos", daquele cabinho que a gente despreza quando vai fazer uma salada mais bonita.

Minha vó costumava cortar bem fininho e fazer um vinagrete (com muito azeite extra virgem), temperadinho com cebola e alho. Ficava uma delícia, crocante e, hoje eu sei, além de reduzir o desperdício de alimentos, traz um acréscimo nutricional incrível.
Lanchinhos, forno caseiro, alimentos, alimentação saudável, agrião, saúde, vitaminas, vinagrete, medicina preventiva,
O principal valor nutritivo do agrião está, em grande parte, nos talos.
O agrião é composto de 93% de água. Cada 100 g de agrião contém cerca de 23 calorias. O agrião é um dos vegetais folhosos com maior valor nutritivo, sendo, por isso, altamente recomendado seu consumo freqüente em saladas cruas. É riquíssimo em vitaminas e minerais. Nele se encontra mais ferro do que na couve e na alface. Contém, igualmente, boa proporção de cobre. Também é fonte de vitamina A, B1, B2 e B3. É alimento rico em enxofre, cálcio, vitamina C, iodo e ferro, minerais de grande importância para o organismo. 
E ainda tem algumas vantagens para saúde. Dizem que o agrião tem muitos efeitos medicinais, como conto abaixo, mas, vale avisar que eu não conversei com médicos sobre o tema, portanto, antes de usar com estes objetivos, converse com o seu médico de confiança, ok?

  • Tonifica o estômago e abre o apetite.
  • Tem propriedades diuréticas, adstringente, antiescorbúticas, refrescantes, fortificantes e depurativas. 
  • Apresenta valor contra as enfermidades da pele, como herpes, borbulhas etc. Dizem que é bom para curar icterícia. 
  • O suco de agrião tem virtudes vermífugas. 
  • O agrião tem boa quantidade de iodo, elemento indispensável ao organismo humano e cuja falta perturba o funcionamento da glândula tireóide. 

O vinagrete era apenas o complemento, mas, em termos nutricionais, foi a pièce de résistence. E no lanchinho de shopping mais saudável fizemos os aneis de cebola, batatas com casca e filés de frango empanados (comprados pré cozidos) assados no forno. Ficaram crocontes e pouco saturados, agradando a todos.

P.S. Eu evito ao extremo os empanados de carne processada por um motivo principal: a quantidade de proteína de soja e temperos para dar sabor é desproporcional à quantidade de carne. No açougue perto do escritório compro filés de carne pura empanados e costumo assa-los no forno convencional ou fazer no grill elétrico (tipo George Foreman).
Postar um comentário

Quem cozinha e conversa?

O blog surgiu da vontade de falar de comida, bebida e alimentação saudável, coisas que estão sempre em pauta na nossa cozinha, nos reuniu desde 2009 numa conversa online, como fazia com os papos nas cozinhas de amigos e os eventos deliciosos de gastronomia dos quais este blog tem participado. Tudo isso está aqui, temperado pela vontade de trocar ideias e aprender. Se você também gosta de um papo de cozinha, puxe uma cadeira e junte-se a nós.

E se quiser conversar com a gente: cozinhaconversa@gmail.com

Google+ Badge

Siga-nos no Twitter @conversacozinha