17 de dez de 2012

Organizar os alimentos na despensa e planejar refeições ajudam na dieta

Dica do programa Bem Estar: ter a despensa cheia é sempre bom, mas a disposição dos alimentos pode influenciar na dieta e na saúde da família. Para evitar isso, é importante organizar as compras de um jeito que as opções mais calóricas fiquem escondidas e as saudáveis fiquem mais visíveis.

Gostei das sugestões deles:

  • Antes de tudo, para manter uma alimentação balanceada é fazer um planejamento do cardápio semanal da família para depois montar a lista de compras e, só então, ir ao supermercado. Na hora das compras, é importante escolher produtos que respeitem a quantidade consumida pela família para evitar desperdícios ou exageros.
  • Após ter feito as compras, a dica vai para a organização da despensa. As guloseimas, como chocolates e bolachas, devem ficar mais escondidas, em prateleiras altas ou difíceis de serem acessadas. Caso não tenha espaço suficiente, esses alimentos podem ser guardados no fundo das prateleiras.
  • Na frente da despensa à altura dos olhos, devem ficar os alimentos light para evitar o impulso de escolher alimentos mais calóricos ao abrir o armário. Barrinhas de cereal, atum em lata, água e outras bebidas com menos calorias são algumas das opções que podem ficar visíveis. Produtos do dia a dia, como feijão, enlatados, farinha e outros alimentos usados nas refeições podem também ficar à frente já que não são tentações na hora de beslicar.
  • Já os alimentos que ficam conservados em potes podem ser etiquetados com informações do nome e validade do produto, como alertou a nutricionista.

Abaixo, segue uma lista de alimentos que não podem faltar na despensa, segundo a nutricionista Bárbara Gerbasi:
- Arroz integral e outros tipos de cereais encontrados facilmente no mercado, como quinua em grãos, arroz preto, trigo em grãos, cevadinha e arroz multicereais
- Feijão, mas é interessante variar e comprar também lentilha, grão de bico, ervilha, feijão branco, feijão preto. Para quem não tem tempo de cozinhar, pode optar pelas versões de feijão e grão de bico prontos, vendidos em caixinhas
- Pão integral, que pode ser de aveia, linhaça, cenoura, centeio ou também as torradas integrais
- Massa integral
- Farinha integral
- Cereal matinal integral, de preferência, com pouca ou nenhuma adição de açúcar
- Alguns tipos de sementes oleaginosas, como castanhas, amêndoas, nozes, chia, gergelim, de girassol e linhaça; também cereais em flocos, como aveia, quinua e gérmen de trigo. Para facilitar a dieta, pode misturar farinha de aveia em flocos, semente de girassol, farinha de linhaça e, se preferir, castanhas e frutas secas. A mistura pode ser salpicada na salada ou no iogurte.
- Frutas secas, como uva passa, damasco e ameixa seca
- Leite, que pode ser semidesnatado ou desnatado
- Atum em água, que é uma fonte de proteína rápida e prática, para quando não há tempo ou disposição para o preparo de outro tipo de proteína
- Vegetais enlatados, que também são práticos. Mas é importante lavá-los para tirar o excesso de sódio que tem na água
- Vegetais e feijões cozidos a vácuo
- Sucos industrializados, de preferência sem aditivos ou açúcares
- Molhos de tomate
- Biscoito salgado simples integral, de preferência, os pacotes individuais
- Biscoito doce simples, sem recheio, integral e disponíveis em pacotes individuais
- Barrinhas de cereais, de preferência, com menor teor de açúcar e gordura e maior quantidade de fibras
- Doces e outras guloseimas, sempre em porções controladas para não fazer estoque
- Ervas secas e desidratadas, como orégano, tomilho, alecrim, pimenta, páprica e canela
- Chás de vários sabores
- Geleia, de preferência, sem adição de açúcar e 100% fruta


Bem Estar, saúde da família, alimentação infantil, alimentos perecíveis, alimentos saudáveis, Bárbara Gerbasi, dieta saudável, dieta rapida, hábitos alimentares, vida saudável, vegetais,
Postar um comentário

Quem cozinha e conversa?

O blog surgiu da vontade de falar de comida, bebida e alimentação saudável, coisas que estão sempre em pauta na nossa cozinha, nos reuniu desde 2009 numa conversa online, como fazia com os papos nas cozinhas de amigos e os eventos deliciosos de gastronomia dos quais este blog tem participado. Tudo isso está aqui, temperado pela vontade de trocar ideias e aprender. Se você também gosta de um papo de cozinha, puxe uma cadeira e junte-se a nós.

E se quiser conversar com a gente: cozinhaconversa@gmail.com

Google+ Badge

Siga-nos no Twitter @conversacozinha