6 de dez de 2013

Gelatina de café com chantilly (por @samegui)

falei aqui do quanto me agrada a ideia de reinserir os filtros de café no cotidiano, indo além do ato de “passar o café” e de como me agrada acompanhar este projeto dos Filtros Melitta. Graças à dupla costura e aos microfuros exclusivos, que deixam o café ainda mais cheiroso e saboroso quando passado, dá para fazer muitas artes com o café.

Uma das minhas artes é de comer mesmo!

É uma receita simples e que minha família AMA: gelatina de café com chantilly (mas pode ser leite condensado!).



Ingredientes

- 2 xícaras de café forte coado e já frio
- 5 colheres (sopa) de açúcar ou adoçante para culinária
- 1 envelope (5 g) de gelatina ágar-ágar em pó ou de gelatina sem sabor

Modo de fazer

Dissolva o envelope de gelatina em uns 50 ml de água fria (é mais ou menos meia xícara) e aqueça no microondas por 30 segundos - ou  leve a panela em fogo brando e deixe aquecer por 2 ou 3 minutos.
Adicione a mistura de café na gelatina e misture bem.
Acrescente ao café o açúcar ou adoçante culinário.
Acomode o líquido em taças altas (pode ser de vinho, mas fica mais bonito naquelas de martini), deixando uma borda livre de uns 2 dedos (para depois de gelado colocar o chantilly). Já fiz também em xícaras de café de vidro (como aquelas para Irish Coffee) e o efeito visual também é ótimo.
Leve à geladeira por pelo menos 1h (mas pode ser feito na véspera) e retire quando estiver bem firme (do tipo que pode "virar de cabeça para baixo e não cai"). 
Antes de servir, enfeite com chantilly e acomode cada taça num prato de sobremesa bonito, com a colher de sobremesa ao lado. 

No dia a dia, esta receita refrescante e saborosa pode ser servida em potinhos de sobremesa pequenos e o leite condensado pode substituir o chantilly.



Sabem a origem deste nome, "cream chantilly"?

O Castelo de Chantilly (em francês: Château de Chantilly) é um palácio localizado em Chantilly, Oise, no Norte daFrança, no vale do rio Nonette, afluente do rio Oise. O monumento histórico é ligado à personagem de François Vatel (1631-1671), que aqui teria criado a receita culinária do creme de chantilly, um tipo de creme fresco de leite (a nata do leite) batido, ligeiramente açucarado e com leve aroma de baunilha.

Postar um comentário

Quem cozinha e conversa?

O blog surgiu da vontade de falar de comida, bebida e alimentação saudável, coisas que estão sempre em pauta na nossa cozinha, nos reuniu desde 2009 numa conversa online, como fazia com os papos nas cozinhas de amigos e os eventos deliciosos de gastronomia dos quais este blog tem participado. Tudo isso está aqui, temperado pela vontade de trocar ideias e aprender. Se você também gosta de um papo de cozinha, puxe uma cadeira e junte-se a nós.

E se quiser conversar com a gente: cozinhaconversa@gmail.com

Google+ Badge

Siga-nos no Twitter @conversacozinha