28 de mai de 2014

Relato de um dia intenso e de muito aprendizado na Cooperleste (por @adrianazveibil do @moocaverde)



Fui sem saber o que esperar desse encontro com a Coca-cola sobre o projeto deles sobre reciclagem. Fiquei surpresa em saber que a empresa está envolvida há tantos anos com o tema e ao mesmo tempo me perguntava... será que é tão difícil assim resolver todos os problemas na cadeia de produção/consumo/descarte/reaproveitamento?

Percebi o quanto é complexo o processo e como deve haver um diálogo e parcerias entre todos os setores. Cada empresa tem a obrigação (legal diga-se de passagem...) de fazer a sua parte e tentar ao máximo reduzir o impacto ambiental e social do produto que comercializa. Não basta ter apenas o "bonus", mas também o "ônus" que o lucro lhe dá. E sai convencida que a empresa está fazendo sua parte com o Coletivo Coca-Cola. Investir nas cooperativas com ajuda na compra de equipamentos importantíssimos capazes de multiplicar a quantidade de resíduos sólidos coletados e reaproveitados é fundamental para dar aos cooperados um salário digno e condições mais humanas de trabalho. 
Gostei de saber que 70% dos cooperados são de mulheres na faixa dos 40 anos que não teriam condições de enfrentar o duro mercado de trabalho, de que elas são as mais assíduas e que realizam o ofício com dedicação e alegria. 



Conhecer a cooperativa Coperleste (para onde boa parte do lixo da Mooca vai...) e saber detalhes de como podemos ajudar em casa para que o lixo chegue em melhores condições para ser reaproveitado foi uma lição que nunca vou esquecer! Seu Domingos, o diretor da Cooperativa, nos explicou que lavar as caixinhas de leite e deixar escorrer, bem como outros recipientes plásticos (potes de maionese, catchup ou suco) faz toda a diferença, pois o mau cheiro na linha de produção e no galpão da cooperativa é grande e deixa o local insalubre. Aprendi também com o seu Domingos que as embalagens de pizza com gordura podem sim ser reaproveitadas! E fiquei chateada em ver que no meio do lixo que teoricamente só deveria ter resíduos secos e recicláveis haviam restos de comida, entulho (preguiça de ir até um Ecoponto???), vidros soltos não embalados (um cooperado, mesmo com luva, havia cortado o dedo naquele dia), roupas (doar nem pensar?) e até bichos de pelúcia e bonecas!

O projeto do coletivo Coca-Cola abrange as 12 cidades sedes da Copa do Mundo 2014, traçou um perfil delas que servirá de base para continuar e aperfeiçoar o processo e tem também um objetivo de nos estádios difundir a cultura da reciclagem.
Foi um dia intenso e de muito aprendizado!

Adrina Paula Oliveira Zveibil ... ou só Paulita, 36 anos, advogada, mãe, nascida na Argentina e moradora da Mooca, uma das fundadoras do Movimento Mooca Verde, sócia do Galerinha Verde e Conselheira do Meio Ambiente da Subprefeitura da Mooca.
Acompanhe-a: www.moocaverde.com.br facebook.com/moocaverde Insta @moocaverde www.galerinhaverde.com.br facebook.com/galerinhaverde Insta @galerinhaverde Insta Pessoal @adrianazveibil
Postar um comentário

Quem cozinha e conversa?

O blog surgiu da vontade de falar de comida, bebida e alimentação saudável, coisas que estão sempre em pauta na nossa cozinha, nos reuniu desde 2009 numa conversa online, como fazia com os papos nas cozinhas de amigos e os eventos deliciosos de gastronomia dos quais este blog tem participado. Tudo isso está aqui, temperado pela vontade de trocar ideias e aprender. Se você também gosta de um papo de cozinha, puxe uma cadeira e junte-se a nós.

E se quiser conversar com a gente: cozinhaconversa@gmail.com

Google+ Badge

Siga-nos no Twitter @conversacozinha