31 de out de 2014

Adoçantes não são edulcorantes

A Coca-Cola Brasil abriu suas portas no Rio de Janeiro para a rede Viva 2.0 e convidados, em um papo sobre edulcorantes e outros adoçantes. A ideia do evento foi desmistificar as questões em volta dos açúcares e outros adoçantes que usamos no nosso cotidiano, e como a Coca-Cola Brasil trata essa questão em seus produtos.
Na primeira parte do evento tivemos uma divertida apresentação do humorista Gabriel Louchard, que animou a parte da manhã, que rendeu momentos hilários de experiências científicas registradas em fotos e vídeos nas redes sociais dos presentes. Vale conferir as perfermances de Aline Kelly, do Inspiração Sustentável, e de Caio Costa, do Blogcitario.

Logo em seguida, Fernanda Martins (Líder de Projetos da unidade brasileira da Coca-Cola) e Sandra Freire (Líder da categoria Adoçantes) nos contaram como funciona o departamento de Pesquisa e Desenvolvimento da Coca-Cola Brasil, atendendo o país e toda a América Latina.
,



“Não existe uma fórmula para desenvolver um produto. Cada um é novo e diferente.”
Em mais de uma década na área, as duas tinham muito o que contar e os presentes fizeram muitas perguntas.
  • A fórmula mesmo é secreta, não só a de Coca-Cola, mas também de Fanta, marcas globais gerenciadas em Atlanta, EUA, sede da companhia. Para a produção nas franquias locais, o Xarope vai pronto para o engarrafador,  que só inclui a água e quando necessário o açúcar e o gás carbônico.
  • Os ingredientes presentes na formulação de produtos estão de acordo com legislação brasileira. Há uma busca do equilíbrio entre sabor e saúde nas novas bebidas e o portfólio da Coca-Cola Brasil está em constante ampliação. Além dos refrigerantes,  tem sucos, chás e isotônicos. No laboratório sediado no Rio de Janeiro são desenvolvidas e testadas fórmulas de mais de 300 bebidas por ano.
  • Um dos cases contados foi o do suco Kapo, que passou por uma reformulação para ter uma fórmula mais saudável e que ao mesmo tempo agradasse o paladar das crianças. Os ingredientes do Kappo têm, no máximo, a caloria de uma maçã, além de vitaminas importantes para o desenvolvimento saudável. Além deste, outros detalhes foram ressaltados pelos presentes em sua cobertura nas redes sociais, como o fato de o Kapo ser termicamente tratado para que não se utilize conservantes.
Na hora do almoço, os convidados puderam degustar bebidas fabricadas pela Coca-Cola em outros países. E também pratos que tinham refrigerantes em suas receitas – como o molho rosê da salada, feito com Guaraná Kuat, o frango ao molho de nozes que levava Fanta Laranja, e o crepe de chocolate cuja massa continha refrigerante Sprite.
Na parte da tarde, tivemos uma palestra com a dra. Maria Cecília Toledo, para nos trazer mais informações sobre os edulcorantes. Ela esclareceu diferenças entre bebidas diet e light, quais os reais níveis de redução de açúcares destas bebidas, e reiterou que a informação é fundamental para quem quer balancear a alimentação na vida. Apontamos abaixo algumas falas importantes da Dra. Maria Cecilia:
  • Edulcorantes são adoçantes artificiais que não trazem calorias. Adoçante é o que adoça. A grande diferença dos edulcorantes é que eles adoçam mas não têm calorias.
  • Edulcorantes e dieta são parceiros, sim. Mas para emagrecer ou manter o peso, é preciso saber ler os rótulos de diet e light. Light é o alimento que tem uma redução de pelo menos 25% em algum nutriente, que pode ser de açúcar, sal, gordura.
  • Ler rótulos é fundamental para se alimentar bem e de acordo com as suas necessidades. É neles que está a informação essencial do que vamos consumir. Não tem milagre para vida saudável, é simplesmente equilíbrio e informação.
  • Conseguimos identificar quando o o edulcorante está presente? O “after taste”, sabor residual, é o grande desafio dos edulcorantes e foi um dos temas da conversa exclusiva para os internautas, que aconteceu num Hangout On Air com as palestrantes Maria Cecília Toledo, Fernanda Martins e Sandra Freire.

    Currículo da Dra. Maria Cecilia Toledo

    Compõe a Comissão de Assessoramento Técnico Científico em Alimentos Funcionais e Novos Alimentos (CTCAF) e o Grupo Técnico de Aditivos Alimentares junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA); Especialista da WHO (world Health Organization) junto ao Joint Expert Committee on Food Additives (JECFA); Membro do WHO (world Health Organization) Expert Advisory Panel on Food Safety. Doutora em Ciência de Alimentos pela Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP, Brasil, com Pós-Doutorado em Toxicologia de Alimentos na Oregon State University, EUA; Docente Titular aposentada da Faculdade de Engenharia de Alimentos/UNICAMP desenvolve atividades de pesquisa na área de Aditivos Alimentares e Contaminantes.
Postar um comentário

Quem cozinha e conversa?

O blog surgiu da vontade de falar de comida, bebida e alimentação saudável, coisas que estão sempre em pauta na nossa cozinha, nos reuniu desde 2009 numa conversa online, como fazia com os papos nas cozinhas de amigos e os eventos deliciosos de gastronomia dos quais este blog tem participado. Tudo isso está aqui, temperado pela vontade de trocar ideias e aprender. Se você também gosta de um papo de cozinha, puxe uma cadeira e junte-se a nós.

E se quiser conversar com a gente: cozinhaconversa@gmail.com

Google+ Badge

Siga-nos no Twitter @conversacozinha