22 de dez de 2014

Alimentação saudável nas ceias: é possível!


As tradicionais ceias de Natal e Ano Novo com mesas cheias de calorias são uma alegria momentânea e arrependimento certo! 

Muitas vezes o exagero na comida somado ao maior consumo de álcool trazem gordurinhas difíceis de perder, além de sobrecarregar o organismo.

Confira algumas dicas de Simone Spadaro, nutricionista da Beneficência Portuguesa de São Paulo, para participar das refeições comemorativas de forma prazerosa e consciente:

- Controle as porções: Não é preciso fugir de todas as guloseimas, afinal, é período de festas, e precisamos comemorar. Para manter o controle, o ideal é fazer pequenas refeições ao longo do dia da ceia, como um iogurte desnatado, frutas e alimentos integrais. Isso ajudará no controle da compulsão alimentar por alimentos calóricos e gordurosos. Ao montar o prato, vale abusar das saladas e escolher pequenas quantidades de cada alimento preferencial, sem privação, nem exageros.

- Faça escolhas inteligentes: uma boa ceia é rica em oleaginosas, carnes proteicas e frutas típicas da estação que fazem muito bem à saúde. Que tal aproveitar os benefícios desses alimentos? Ao desfrutar dos petiscos e aperitivos, opte pelas versões sem sal de castanha de caju e do Pará, nozes, avelãs, amendoim, entre outras. Uma dose de 50 a 60 gramas por dia fornece gorduras boas que protegem o coração.

- Consuma carnes com sabor e sem culpa: optar pelo tradicional chester – carne magra por natureza – é uma decisão saudável e deliciosa. Procure driblar as peles de aves e, se possível, resistir às versões defumadas, fritas, à pururuca, ou mesmo pratos principais excessivamente salgados, como o bacalhau.

- Fique atento ao teor de açúcar: embora sejam abundantes na época, frutas cristalizadas e passas concentram alto teor de açúcares. Da mesma forma, panetones recheados, tortas e refrigerantes podem ser armadilhas. Entretanto, como recurso para adoçar a noite, é possível recorrer às frutas da estação em forma de sucos ou nas versões in natura.

- Desvie do álcool em excesso: tradicionalmente, as refeições solenes costumam ser regadas a drinques – cervejas, champanhe, vinhos, entre outros tipos de bebidas alcoólicas. Além de arriscado para os motoristas da rodada, o álcool em excesso pode causar desidratação. Nesse caso, a receita para não prejudicar o organismo é beber com moderação, intercalar ou substituir o consumo com a ingestão de sucos e, principalmente, ingerir bastante água.

Pós-festa? Detox!

Famosas na atualidade, mas que conheço desde que via minha mãe repetindo lá nos anos 1980, as dietas detox auxiliam na eliminação de toxinas acumulados pelo excesso cometido entre Natal e Ano Novo, como abuso de gorduras e álcool. Em geral, as receitas são baseadas no consumo de frutas, hortaliças, sucos e chás com fibras e propriedades diuréticas e termogênicas. 

Mas é preciso ter cautela na hora de aderir à prática: uma dieta detox rígida, na qual apenas a ingestão de líquidos é permitida, tem tempo médio de 1 a 2 dias.

Postar um comentário

Quem cozinha e conversa?

O blog surgiu da vontade de falar de comida, bebida e alimentação saudável, coisas que estão sempre em pauta na nossa cozinha, nos reuniu desde 2009 numa conversa online, como fazia com os papos nas cozinhas de amigos e os eventos deliciosos de gastronomia dos quais este blog tem participado. Tudo isso está aqui, temperado pela vontade de trocar ideias e aprender. Se você também gosta de um papo de cozinha, puxe uma cadeira e junte-se a nós.

E se quiser conversar com a gente: cozinhaconversa@gmail.com

Google+ Badge

Siga-nos no Twitter @conversacozinha