15 de dez de 2014

Segredos de uma boa hidratação e de um verdadeiro Campeão


Fechamos 2014 com chave de ouro. Nosso último encontro da rede Viva 2.0 foi com o professor José Rubens D’Elia e  do judoca Campeão Olímpico Flávio Canto para nos mostrar a importância da hidratação na nossa saúde. Tendo as praias do Leme como cenário, o foco deste evento foi hidratação e sua importância em uma vida saudável e balanceada.
A primeira palestra foi do doutor José Rubens D'Elia. Formado em Educação Física e bacharel em Administração de Empresas. Pós-graduado em Fisiologia do Exercício pela Unifesp, Treinamento Esportivo e administração esportiva pela USP. Com mais de 20 anos atuando na área de preparação física aliada à terapia. Trabalhou com mais de 500 atletas nacionais e internacionais, entre eles nomes como os velejadores Robert Scheidt e Lars Grael, os pilotos Chico Serra, Christian Fittipaldi e Mário Haberfeld. É autor do livro “Fábrica de Campeões” (Editora Gente). Comentarista e colunista do portal G1.

O professor nos deu várias orientações. Entre elas, destacamos que o consumo de líquidos, em especial a água, deve ser constante, portanto devemos beber pelo menos 1 copo de água por hora. Outra orientação é para evitar o consumo de líquidos durante as refeições - devemos fazê-la antes, ou no final da refeição, alguns minutos depois. Destacou também como as bebidas isotônicas são perfeitas para a reposição de sais minerais após os exercícios. E também reforçou que após o treino físico, a reposição da hidratação deve ser feita de imediato, caso contrário o corpo sofrerá c/ o desgaste e faltará energia no dia seguinte.

"Quando nós marcamos a nossa hidratação como se fosse uma agenda de compromissos, fica mais fácil controlar os horários e regular o consumo necessário de água. Tenha a água de maneira fácil ao seu lado."  
O professor destacou que além de uma boa hidratação é fundamental mantermo-nos em equilíbrio. Para isso podemos implementar no dia a dia algumas rotinas simples que nos ajudarão a melhorar nossa concentração, melhorando o foco e a objetividade das nossas ações, que passa fundamentalmente por uma melhoria na respiração.

Destaco três exercícios básicos para melhorar concentração e a respiração:

  • Eleve a cabeça para trás, sem subir o queixo, como se a cabeça quisesse sair do pescoço. Você sentirá o músculo do pescoço esticando, como se fosse um aquecimento físico. Logo depois, mova a cabeça a frente, depois de alguns segundos.
  • Inspire com o nariz, prenda o ar por 3 segundos e expire devagar, também por 3 segundos.
  • Foque sua visão em um ponto fixo qualquer e concentre-se nele por 1 minuto, pensando no número 1. Se sua concentração se desviar do foco por algum momento, comece a pensar no número 2, e assim por diante. 
Na parte da tarde, pudemos ouvir as experiências de Flavio Canto. Flavio é judoca e faixa preta de jiu-jitsu. Ganhou a medalha de bronze na divisão de meio pesados de Judô nas Olimpíadas de Atlanta, em 2004. Três vezes medalhista (1995, 1999 e 2003) nos Jogos Pan-americanos. Atualmente é comentarista de esportes e apresentador da Rede Globo de Televisão. Também administra o Instituto Reação (www.institutoreacao.org.br), projeto criado para ensinar judô a crianças e jovens carentes do Rio de Janeiro.

Flavio compartilhou sua história de vida, seus ídolos de infância - como Joaquim Cruz, que foi o atleta que o inspirou a almejar chegar numa Olimpíada - e do que aprendeu no esporte como judoca e como cidadão. Também reforçou a importância da hidratação no preparo físico dos atletas, e que já teve problemas na sua carreira por não tomar conta do consumo correto de líquidos. "Hoje os atletas têm um acompanhamento rígido nessa área. Eu já cheguei a perder seletivas porque passei mal por falta de hidratação. Depois corrigi isso com um trabalho correto de reposição de líquido e meditação".

Um dos assuntos mais abordados foi seu trabalho à frente do Instituto Reação. "Nós precisamos ter um equilíbrio entre os privilégios que possamos ter com as responsabilidades que ganhamos. Costumo dizer que tem uma equação ideal do nosso trabalho: o número de vidas que você tem para transformar x o número de vidas que você transforma. Agora eu botei meu idealismo em foco e em vez de querer salvar o mundo, prefiro salvar um mundo de cada vez". 

Olha a minha testa lá no fundo no meio da foto

Postar um comentário

Quem cozinha e conversa?

O blog surgiu da vontade de falar de comida, bebida e alimentação saudável, coisas que estão sempre em pauta na nossa cozinha, nos reuniu desde 2009 numa conversa online, como fazia com os papos nas cozinhas de amigos e os eventos deliciosos de gastronomia dos quais este blog tem participado. Tudo isso está aqui, temperado pela vontade de trocar ideias e aprender. Se você também gosta de um papo de cozinha, puxe uma cadeira e junte-se a nós.

E se quiser conversar com a gente: cozinhaconversa@gmail.com

Google+ Badge

Siga-nos no Twitter @conversacozinha