24 de jun de 2015

A força dos super alimentos vai além na nutrição #vivapositivamete




Todo mundo já ouviu falar em super alimentos, que trazem em si além de propriedades nutricionais como vitaminas, sais, fibras, etc. , elementos que ajudam na regulação das funções orgânicas. O Brasil é rico em super alimentos nativos dos seus campos e florestas.
Entre eles podemos destacar a Castanha do Pará  rica em selênio, mineral importante para o sistema imunológico e que age como antioxidante, defendendo as células contra radicais livres.


O guaraná, fura típica da Norte e Nordeste, que tem propriedades antimutagênica, anticâncer e neuroprotetoras, ajudando a prevenir doenças neurodegenerativas como Alzheimer e perda de memória.




Talvez o super alimento mais conhecido entre os frutos da floresta seja o Açaí, que entre seus inúmeros benefícios age sobre o sistema vascular como vasodilatador, tem efeito anti-inflamatório, tônico, energético, entre outros. Convenhamos que nem o Stan Lee teria tanta criatividade para criar uma super fruta como essa.



Outro aspecto dos super alimentos vem junto com o seu valor agregado. Acompanhamos a recente experiência que a Coca-Cola vem fazendo em consórcio com a Natura junto aos povos da floresta. Essa história começou com a formação do Coletivo Floresta, que promove a inclusão socioeconômica dos extratores de comunidades ribeirinhas do estado do Amazonas por meio de capacitação e integração à cadeia de fornecedores da Coca-Cola, ao mesmo tempo em que se mantém a floresta de pé. Desse projeto nasceu a linha Del Valle Reserva que utiliza o açaí nativo da floresta, ou seja, o fruto não vem de fazendas, vem do trabalho dos povos da floresta que colhem o fruto fresco todos os dias. É um verdadeiro super alimento, concordam?





Os primeiros resultados desse trabalho inovador poderão ser conhecidos hoje no 
I Seminário Internacional Índice de Progresso Social IPS Comunidades, provido pela Coca-Cola Brasil em parceira com a Natura em Manaus, das 10h30 às 13h30 (horário de Brasília). O evento será transmitido ao vivo nesta página.


Durante o encontro, serão apresentados os resultados do IPS Comunidades, um mapeamento social inédito de comunidades do Território do Médio Juruá, no Amazonas. O estudo foi realizado com o apoio das duas empresas, que têm relacionamento comercial com comunidades fornecedoras de ativos da biodiversidade local. O IPS Comunidades foi desenvolvido e implementado a partir da metodologia do Índice de Progresso Social (IPS), concebida pelo economista americano Michael Porter para medir a performance social e ambiental das nações, independentemente do desenvolvimento econômico.

Pioneiro no mundo ao utilizar dados primários para mensuração de desenvolvimento socioambiental a nível local, o IPS Comunidades reproduz com mais exatidão as necessidades e demandas das comunidades ouvidas. O índice foi elaborado no âmbito da rede #Progresso Social Brasil, com apoio técnico da empresa de pesquisa Ipsos.

O Seminário contará com a presença de Michael Green, diretor-executivo da Social Progress Imperative (SPI), organização criada por Porter para difundir o índice.

Confira a programação:
10h30 às 12h (horário de Brasília)
- O IPS dos países do globo - Michael Green (Social Progress Imperative)
- O IPS Amazônia - Beto Veríssimo (Imazon - Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia)
- O IPS Comunidades - Graziela Castello (Ipsos)

12h às 13h30 (horário de Brasília)
- Território Médio Juruá e geração de Valor Compartilhado - Pedro Massa (Diretor de Valor Compartilhado da Coca-Cola)
- O IPS Comunidades como instrumento de diagnóstico e gestão do Território Médio Juruá - Renata Puchala (Gerente de Sustentabilidade da Natura)
- Desenvolvimento Territorial e IPS Comunidades sob a perspectiva de organizações de base, empresas, ONGs e poder público local - Adevaldo Dias da Costa (Memorial Chico Mendes), Eduardo Taveira (Fundação Amazonas Sustentável - FAS), Susy Barros de Lima (Vice-prefeita de Carauari), Renata Puchala (Natura) e Pedro Massa (Coca-Cola)
Postar um comentário

Quem cozinha e conversa?

O blog surgiu da vontade de falar de comida, bebida e alimentação saudável, coisas que estão sempre em pauta na nossa cozinha, nos reuniu desde 2009 numa conversa online, como fazia com os papos nas cozinhas de amigos e os eventos deliciosos de gastronomia dos quais este blog tem participado. Tudo isso está aqui, temperado pela vontade de trocar ideias e aprender. Se você também gosta de um papo de cozinha, puxe uma cadeira e junte-se a nós.

E se quiser conversar com a gente: cozinhaconversa@gmail.com

Google+ Badge

Siga-nos no Twitter @conversacozinha