8 de set de 2015

Você sabia que o wasabi é uma planta?



Aquele tempero japonês, uma pasta verde que a gente coloca em pequenas porções no sushi e sashimi, vem da planta wasabia japonica, da família das crucíferas. Aqui não vemos porque o verdadeiro wasabi fresco é muito caro e o que é servido na maioria dos restaurantes japoneses não apenas do Brasil, mas no mundo todo, é o wasabi em pó, que precisa ser misturado com água para obter a consistência de pasta. 



Qual deles é melhor?

Ora, claro que o fresco!

"O wasabi industrializado é composto principalmente por raiz forte misturada com lactose, óleo de milho, açafrão, aromatizante e corante, o que lhe confere cor e durabilidade. Já o wasabi in natura é um produto fresco, cuja durabilidade é de dois dias, por isso o seu uso é inviável em muitos restaurantes. O wasabi e a raiz forte, por serem plantas da mesma família, apresentam benefícios semelhantes."
Isabella Alencar, nutricionista funcional

No Brasil, é comum a confusão com a raiz forte, que, por sua vez, trata-se de outra planta.
"O wasabi surgiu no Japão, é cultivado em lagos de água fria e sua raiz intacta não possui cheiro. É da mesma família da raiz forte, porém o wasabi original tem um sabor mais delicado, um leve tom esverdeado e maior complexidade de sabor. E o seu preço também é bem mais elevado. Já a raiz forte é mais picante, possui origem europeia e seu cultivo é feito na terra." 
Amanda Regina, nutricionista


Motivos para usar o wasabi:
  • Além de antibacteriano, o wasabi atua como anti-inflamatório, em particular no trato respiratório. E, por ter alto teor de vitamina C, auxilia na melhora do sistema imunológico. Este tempero também é rico em isotiocianatos e estudos sugerem o uso deste elemento para a prevenção de câncer. No entanto, a ingestão de wasabi em excesso pode causar irritação gastrointestinal, diarreia e vômitos.
  • O consumo do wasabi deve ser contraindicado apenas se a pessoa apresentar uma intolerância ou alergia individual. Inicialmente o wasabi era usado como planta medicinal e antídoto para envenenamentos. Após isso, teve seu poder bactericida e de realce de sabor descoberto - daí sua utilização em preparações como sushis e sashimis.


Como usar?
  • A recomendação é que o wasabi seja misturado diretamente com o peixe, como preza o costume japonês, ao invés de dissolvido no molho shoyu. Assim, tanto o bom paladar quanto o equilíbrio do prato são favorecidos.
  • Aproveite o gosto picante e a função de amenizar o odor do peixe cru. 
  • Para preparar o wasabi fresco, a planta deve ser sempre ralada bem fininha e, de preferência, com um ralador em material orgânico. Assim, a oxidação desse alimento pode ser evitada. Após isso, esse tempero permanece apropriado para consumo durante dois dias, no máximo.

Combina com quase tudo!

  • O wasabi ainda preza pela versatilidade, servindo tanto como acompanhamento ao peixe cru quanto a outros tipos de carne, além de diversos pratos. 
  • O wasabi, por ser um condimento, pode ser usado em qualquer tipo de culinária. Existe uma variedade imensa de pratos que podem levá-lo, pois ele harmoniza muito bem com cozidos, grelhados, assados e molhos em geral. 
  • No Japão, por exemplo, as ervilhas crocantes de wasabi são um dos petiscos mais populares e o seu consumo se assemelha ao nosso amendoim. É importante ressaltar que o seu uso deve ser bem dosado em qualquer preparação, devido ao sabor picante. 

Curiosidade: 

A planta do wasabi foi mencionada pela primeira vez em um antigo dicionário médico no Japão, que citava o uso de suas folhas. Mas foi antes do ano de 1600, também no Japão, que o uso da planta na culinária foi citado em um livro de receitas. O wasabi fresco foi introduzido como ingrediente em um molho à base de soja para mergulhar o peixe cru. De 1603 a 1867, o wasabi foi usado como um condimento para soba, um tipo de macarrão. No entanto, apenas recentemente começou a ser utilizado em Niguiri, que é o sushi moldado à mão. Entre os anos de 1804 e 1818, foi usado pela primeira vez para disfarçar o odor do peixe cavala. Por fim, foi em 1970 que a Indústria S&B desenvolveu o primeiro wasabi em tubo - o primeiro produto de seu tipo a ser lançado no mercado japonês.
Postar um comentário

Quem cozinha e conversa?

O blog surgiu da vontade de falar de comida, bebida e alimentação saudável, coisas que estão sempre em pauta na nossa cozinha, nos reuniu desde 2009 numa conversa online, como fazia com os papos nas cozinhas de amigos e os eventos deliciosos de gastronomia dos quais este blog tem participado. Tudo isso está aqui, temperado pela vontade de trocar ideias e aprender. Se você também gosta de um papo de cozinha, puxe uma cadeira e junte-se a nós.

E se quiser conversar com a gente: cozinhaconversa@gmail.com

Google+ Badge

Siga-nos no Twitter @conversacozinha